Jornal do Commercio
MÚMIAS

Arqueólogos russos encontram múmia greco-romana no Egito

A múmia, que estava em bom estado de conservação,foi descoberta perto de um mosteiro em Qalamshah

Publicado em 14/11/2017, às 17h30

A prática era mais comum no Egito antigo, mas também há registros de mumificações na era greco-romana / Foto: Pixabay
A prática era mais comum no Egito antigo, mas também há registros de mumificações na era greco-romana
Foto: Pixabay
AFP

Uma equipe de arqueólogos russos encontrou uma múmia bem preservada da era greco-romana em um sarcófago de madeira ao sul do Cairo, informou nesta terça-feira (14) o ministério egípcio de Antiguidades.

A descoberta ocorreu perto de um mosteiro da localidade de Qalamshah, 80 km ao sul da capital egípcia, indicou o ministério em um comunicado.

A equipe "encontrou, dentro do sarcófago, uma múmia bem conservada, envolta em linho, com o rosto coberto com uma máscara de feições humanas com desenhos em azul e dourado", afirmou.



Embora normalmente se associe a mumificação ao Egito antigo, esta prática foi mantida na era greco-romana.

"A expedição fez uma restauração inicial do sarcófago da múmia, visto que foi encontrado em más condições", destacou o ministério, citando o adjunto do ministro, Mohamed Abdel Lateef. 

O comunicado não detalhou quando a descoberta foi feita.

"A cobertura está quebrada e a base tem várias brechas, e não tem nenhuma inscrição", acrescentou o informe, citando Abdel Lateef. 

A missão russa trabalha há sete anos na região, que conta com monumentos islâmicos e coptas e outros do período greco-romano (de 330 a.C a 670 d.C). 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM