Jornal do Commercio
CULPADO

Ex-médico da equipe de ginástica dos EUA se declara culpado por abuso

São três acusações de agressão sexual em que ele se declara culpado. Além destas mais sete acusações foram admitidas por ele em outro tribunal

Publicado em 29/11/2017, às 15h38

Nassar poderá cumprir sentença de 25 a 40 anos de prisão / Foto: JEFF KOWALSKY/AFP
Nassar poderá cumprir sentença de 25 a 40 anos de prisão
Foto: JEFF KOWALSKY/AFP
AFP

O ex-médico da equipe de ginástica olímpica dos Estados Unidos Lawrence "Larry" Nassar se declarou culpado nesta quarta-feira das acusações de abuso sexual contra atletas nas últimas décadas.

Nassar se declarou culpado de três acusações de agressão sexual de primeiro grau. Há uma semana, admitiu sete acusações idênticas em outro tribunal de Michigan.



O médico, 54 anos, trabalhou com a equipe de ginástica dos Estados Unidos durante quase três décadas e em quatro Jogos Olímpicos. Ele está sendo acusado de abuso por mais de 100 mulheres atletas, que o acusam de se aproveitar delas durante exames médicos.

As medalhistas de ouro olímpico Aly Raisman, McKayla Maroney e Gabby Douglas são algumas das atletas de peso que denunciaram Nassar.

Caso condenado, Nassar poderá cumprir sentença de 25 a 40 anos de prisão.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM