Jornal do Commercio
vídeo

Ativista brasileiro diz que planejou a prisão na Venezuela

"Como esperava, iriam me colocar na cadeia. Fui porque queria ir."

Publicado em 10/01/2018, às 21h44

Jonatan passou 11 dias preso na Venezuela. / Foto: Reprodução.
Jonatan passou 11 dias preso na Venezuela.
Foto: Reprodução.
Wladmir Paulino
JC Online

O ativista brasileiro Jonatan Diniz, que passou 11 dias preso na Venezuela, admitiu que sua ida para a cadeira foi planejada, com o intuito de chamar a atenção para a causa que ele trabalha: distribuição de alimentos e itens básicos a crianças carentes através de uma ONG chamada Time to Change the World. Em vídeo postado em sua conta no Facebook, Jonatan diz, inclusive, que voltaria a ter a mesma atitude se esse for o melhor caminho para salvar crianças. Ele também faz uma crítica à cobertura que a maioria dos veículos de comunicação fez sobre o caso, segundo ele, explorando uma suposta violência sofrida por ele no cárcere.

"Como esperava, iriam me colocar na cadeia. Fui porque queria ir. Para acontecer essa repercussão e todo mundo prestar atenção que tem muita gente morrendo de fome. Aconteceu exatamente o que estava nos meus planos, que era chegar tudo isso às televisões. Incitei para ser preso, admito". O vídeo foi gravado em Santa Monica, Califórnia, nos Estados Unidos, para onde ele foi após ser solto.



Confira o vídeo

Mais à frente ele grante que ninguém lhe fez mal e pede desculpas às pessoas que ficaram apreensivas com a falta de notícias sobre seu paradeiro. Até o Ministério das Relações Exteriores entrou no caso.

"Não fizeram nada de mal comigo. Desculpa deixar algumas pessoas ansiosas, mas os fins justificam os meios. Foram 11 dias de apreensão, mas minha vida não é nada. Tem criança morrendo todo dia e se for para salvar uma que seja tudo valeu a pena. Vão querer pedir provas do que estou dizendo e tenho. Minha ex-namorada sabia o que eu iria fazer e o que iria acontecer. Se tiver que arriscar minha vida cem vezes, vou arriscar".


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Mark Twain,11/01/2018

Ativista um cacete! Um perfeito idiota, isso sim! Vai fazer essa palhaçada lá na Rússia ou aqui nos USA, seu patife. Aí tu vai ver o que acontece.

Por RENE TIMM,11/01/2018

INTERESSANTE COMO AO PASSAR DOS DIAS, VAO APARECENDO OUTRAS VERSOES E EXPLICAÇOES, MAS O MOTE É QUE O SALVADOR DE ALMAS JUSTIFICOU SE REPLICANDO QUE SE PRECISO FOR, FARA TD NOVAMENTE.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM