Jornal do Commercio
Tensão

Trump deve prorrogar a suspensão de sanções contra o Irã

Acordo nuclear com o Irã prevê a desistência de sanções dos EUA contra o país

Publicado em 12/01/2018, às 08h51

Trump deve suspender sansões contra o Irã por mais alguns meses / Foto: AFP
Trump deve suspender sansões contra o Irã por mais alguns meses
Foto: AFP
Estadão Conteúdo

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, decidiu estender a suspensão de sanções contra o Irã, seguindo recomendação de seus principais conselheiros. A decisão mantém o acordo sobre o programa nuclear do Irã intacto por vários meses, de acordo com fontes ligadas ao tema. A Casa Branca tem planos fazer o anúncio nesta sexta-feira (12), caso a decisão seja mantida.

Funcionários do governo americano vêm insistindo para que Trump mantenha o acordo onde está, pelo menos por enquanto, enquanto eles procuram resolver algumas das preocupações do presidente com o tratado. Para Trump, o pacto alivia em excesso as sanções contra o Irã e faz muito pouco para restringir seu programa nuclear.



Assinado em 2015, o acordo nuclear prevê a desistência de sanções dos EUA contra o Irã que estão contidas numa série de leis. Para estender o alívio das punições, essa desistência tem de ser renovada periodicamente para cada lei e, nesta semana, Trump se viu obrigado a lidar com uma série de prazos de validade de tais desistências.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Recife em Transformação Recife em Transformação
A cidade e o desafio de traçar o seu futuro
Zika em mil dias Zika em mil dias
Já se passaram quase 2 anos e meio desde que o JC anunciou a explosão de casos de recém-nascidos com microcefalia. Muitas dessas crianças já completaram os seus primeiros mil dias de vida. Famílias e especialistas revelam o que aconteceu nesse período
Logística e inovação Logística e inovação
Você sabe o que é logística? Ela parece invisível, mas está presente no nosso dia a dia, encurtando distâncias. Quando compramos uma maçã no supermercado, muitas vezes não nos damos conta do caminho que percorreu até chegar a nossas mãos

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM