Jornal do Commercio
REINO UNIDO

UE deixa porta aberta para recuo do Brexit, diz presidente do bloco

Donald Tusk vê Brexit como decisão que trará uma realidade com consequências negativas

Publicado em 16/01/2018, às 07h58

Presidente do Conselho Europeu afirmou que portas do bloco continuam abertas para os britânicos / Foto: AFP
Presidente do Conselho Europeu afirmou que portas do bloco continuam abertas para os britânicos
Foto: AFP
AFP

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, sinalizou nesta terça-feira (16), em Estrasburgo, que as portas do bloco continuam abertas para os britânicos, indicando, com isso, que o Brexit poderia ser revertido.

A declaração foi dada no Parlamento Europeu, ao comentar o processo de saída do bloco, o qual deve estar concluído em março de 2019.

"Se o governo britânico se apegar a sua decisão de ir embora, o Brexit se transformará em uma realidade com todas as consequências negativas (...), a menos que haja uma mudança de opinião por parte dos nossos colegas britânicos", disse Tusk à Eurocâmara.

"Nós, no continente, ainda não mudamos de ideia. Nossos corações ainda estão abertos para vocês", garantiu o dirigente, que coordena os trabalhos dos presidentes europeus em um debate sobre a cúpula de líderes celebrada em dezembro.



O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, reiterou que "a porta da UE continua aberta" e disse esperar que a mensagem de Tusk "seja claramente em Londres".

Brexit

Em um referendo em junho de 2016, os britânicos decidiram abandonar o bloco europeu. Na última semana, porém, ganhou força a ideia de uma segunda consulta ao fim das negociações de divórcio em curso entre Londres e Bruxelas.

Ferrenho defensor do Brexit, o político britânico Nigel Farage sugeriu, na quinta-feira passada, a possibilidade de realizar um segundo referendo sobre o tema, antes da saída definitiva.

Nesse sentido, o presidente do Conselho Europeu se referiu diretamente ao negociador britânico para o Brexit: "não foi o próprio David Davis que disse que, se uma democracia não puder mudar de opinião, deixa de ser uma democracia?".


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM