Jornal do Commercio
LUTA CONTRA A VIOLÊNCIA

Angelina Jolie trabalhará com Otan contra violência sexual

'Este esforço deve contribuir com resultados concretos que marcarão uma verdadeira diferença sobre o terreno, nas zonas afetadas pelos conflitos', disse a atriz

Publicado em 31/01/2018, às 14h27

A atriz, que é embaixadora da boa vontade, denunciou violência sexual e o 'estupro usado como uma arma de guerra' nos conflitos / Foto: EMMANUEL DUNAND / AFP
A atriz, que é embaixadora da boa vontade, denunciou violência sexual e o 'estupro usado como uma arma de guerra' nos conflitos
Foto: EMMANUEL DUNAND / AFP
AFP

A atriz americana Angelina Jolie irá colaborar "nos próximos meses e anos" com a Otan para intensificar a luta contra a violência sexual nos conflitos, anunciou nesta quarta-feira (31) na sede da Aliança Atlântica em Bruxelas.

"Este esforço deve contribuir com resultados concretos que marcarão uma verdadeira diferença sobre o terreno, nas zonas afetadas pelos conflitos, e permitir uma mudança de atitude em relação às mulheres no mundo", destacou Jolie em uma coletiva de imprensa.

A atriz e embaixadora da boa vontade do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) denunciou a violência sexual e "o estupro usado como uma arma de guerra" nos conflitos.

"Usa-se como uma ferramenta de controle político, de terrorismo e de limpeza étnica. É uma causa importante na criação de fluxos de refugiados", afirmou. Nos locais onde é praticado "é mais difícil e mais custoso alcançar a paz", recordou.



"A violência sexual é uma tática de guerra (empregada) contra as mulheres e as jovens, mas também contra homens e meninos. A Otan já faz muito para enfrentar este problema, mas pode-se fazer mais", comentou o secretário-geral da Aliança, Jens Stoltenberg.

Aliança Atlântica

A Aliança Atlântica, que agrupa 29 países ocidentais, já forma suas tropas em matéria de violência sexual antes de mobilizá-las, e envia especialistas na questão junto com os comandantes de suas missões, como no Afeganistão ou no Iraque, explicou.

A Otan também está envolvida no treinamento e na formação militar de muitos países sócios no mundo. "Vamos ver como reforçar nossas formações sobre a maneira de combater a violência sexual", indicou Stoltenberg.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM