Jornal do Commercio
ESTADOS UNIDOS

Atirador da Flórida foi expulso de escola por problemas disciplinares

O suspeito foi identificado como Nicolás Cruz, um jovem de 19 anos. Ataque em uma escola de Parkland deixou 17 mortos nesta quarta-feira (14)

Publicado em 14/02/2018, às 21h33

Alunos escutaram o alarme contra incêndio, mas muitos pensaram que se tratasse de um exercício / Foto: MICHELE EVE SANDBERG / AFP
Alunos escutaram o alarme contra incêndio, mas muitos pensaram que se tratasse de um exercício
Foto: MICHELE EVE SANDBERG / AFP
AFP

O suspeito do ataque a tiros registrado nesta quarta-feira (14) em uma escola de Parkland, na Flórida, foi identificado como Nicolás Cruz, um jovem de 19 anos que foi expulso da unidade de ensino por problemas disciplinares.

De acordo com o o chefe de polícia do condado, Scott Israel, o suspeito tinha muitos carregadores de munição para armas semiautomáticas. "Pensamos que tinha um fuzil AR-15. Não sei se possuía um segundo fuzil".

Imagens da TV, captadas de um helicóptero mostraram um homem jovem sendo conduzido algemado por agentes para dentro de uma delegacia policial.

Ataque deixou 17 mortos

"Temos 17 vítimas confirmadas. Doze delas estavam dentro do edifício, duas vítimas estavam do lado de fora e outra em uma rua adjacente. Duas pessoas perderam a vida já no hospital", disse o chefe da Polícia.

Segundo o comissário, "ainda há várias pessoas sendo submetidas a intervenção cirúrgica". Entre as vítimas - disse -, há "estudantes e adultos".



Segundo o chefe de polícia, o ataque deixou 17 mortos. "Temos 17 vítimas confirmadas. Doze delas estavam dentro do edifício, duas vítimas estavam do lado de fora e outra em uma rua adjacente. Duas pessoas perderam a vida já no hospital", disse o chefe da Polícia.

Segundo o comissário, "ainda há várias pessoas sendo submetidas a intervenção cirúrgica". Entre as vítimas - disse -, há "estudantes e adultos".



Segundo vários depoimentos, os alunos da escola de ensino médio Marjory Stoneman Douglas escutaram o alarme contra incêndio, mas muitos pensaram que se tratasse de um exercício até serem ouvidos os primeiros disparos.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM