Jornal do Commercio
CIÊNCIA

Físico britânico Stephen Hawking morre aos 76 anos

De acordo com a família, Hawking morreu em casa, na cidade de Cambridge. Ele sofria de esclerose lateral amiotrófica, uma doença degenerativa

Publicado em 14/03/2018, às 01h10

Hawking foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (ELA) aos 21 anos / Foto: NIKLAS HALLE'N / AFP
Hawking foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (ELA) aos 21 anos
Foto: NIKLAS HALLE'N / AFP
AFP

atualizada às 8h49

Considerado um dos maiores nomes da ciência, o físico britânico Stephen Hawking morreu aos 76 anos, nesta quarta-feira (14), em Cambridge. A notícia foi confirmada pelos filhos dele em um comunicado. "Estamos profundamente entristecidos por nosso amado pai ter morrido hoje. "Ele foi um grande cientista e um homem extraordinário cujo trabalho e legado viverão por muitos anos", diz um trecho da nota escrita por Lucy, Robert e Tim.

Hawking foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (ELA) aos 21 anos, doença que causa a morte dos neurônios encarregados dos movimentos voluntários.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

Hawking desafiou previsões dos médicos

Desafiou as previsões dos médicos, que lhe deram uma expectativa de vida de apenas alguns anos, e prosseguiu como professor e astrofísico espetacular, apesar de confinado a uma cadeira de rodas. 



"Sua valentia e persistência, aliadas ao seu brilhantismo e humor, inspirou pessoas em todo o mundo", destacaram seus filhos.

Despedida

O ator Eddie Redmayne, ganhador do 'Oscar de melhor ator' pelo filme "A Teoria de Tudo", onde interpretou o cientista, lamentou a morte do físico britânico. Por meio de uma nota, Redmayne prestou uma homenagem: "Nós perdemos uma mente verdadeiramente linda, um surpreendente cientista e o homem mais divertido que eu tive o prazer de conhecer", destacou o ator na nota.

"Olhem para as estrelas e não para os vossos pés", uma frase do cientista, é lembrada no site da Universidade de Cambridge, aquela onde chegou em 1962 e onde foi professor de Matemática. "O professor Hawking foi um indivíduo único que será lembrado com carinho e afeição não apenas em Cambridge, mas por todo o mundo. O seu excecional contributo para o conhecimento científico e a popularização da ciência e da matemática são um legado indelével. O seu caráter foi uma inspiração para milhões", disse o professor Stephen Toope, vice-chanceler da Universidade de Cambridge. 

 


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Luiz Jose da Silva Jose,14/03/2018

Ser humano completo.

Por JEFFERSON OLIVEIRA DE VASCONCELOS,14/03/2018

Até Logo Stephen H. Sua genialidade e perseverança tem muito a nos ensinar. Ao mesmo tempo no Brasil perdemos para a pobreza e crime organizado, pela falta de políticas sociais que trabalhe as oportunidades como direito social, centenas ou milhares de jovens: cientistas das exatas e cientistas sociais, seres humanos.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.
JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM