Jornal do Commercio
Tensão diplomática

Relações com EUA já atingiram mínimo possível, diz Moscou

'De qualquer modo, persiste a esperança de uma abordagem construtiva sobre as relações bilaterais', afirmou o representante de Moscou

Publicado em 14/03/2018, às 08h14

Trump demitiu secretário de Estado, Rex Tillerson / Foto: AFP
Trump demitiu secretário de Estado, Rex Tillerson
Foto: AFP
AFP

As relações entre Rússia e Estados Unidos não podem piorar ainda mais depois da demissão do secretário de Estado Rex Tillerson, substituído por Mike Pompeo - declarou Moscou, que manifestou o desejo de uma abordagem "construtiva" com Washington.

"Dificilmente se pode cair mais baixo do que o chão, por isso, nesse aspecto, é difícil temer uma degradação" das relações bilaterais, disse à imprensa o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.



Luz no fim do túnel

"De qualquer modo, persiste a esperança de uma abordagem construtiva sobre as relações bilaterais. Sempre há esperança", acrescentou.

O presidente americano, Donald Trump, demitiu Tillerson na terça-feira. Ambos tinham relações conhecidamente difíceis.

Em um breve discurso de despedida ontem, o agora ex-secretário advertiu sobre o "comportamento e as ações preocupantes do governo russo".


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM