Jornal do Commercio
BOMBARDEIO

Otan defende ataques aéreos realizados na Síria

'Há razão mais que suficiente para agir', argumentou o secretário-geral da Otan

Publicado em 16/04/2018, às 11h40

Stoltenberg disse que a aliança ocidental
Stoltenberg disse que a aliança ocidental "não pode silenciar onde armas químicas são usadas"
Foto: AFP
Estadão Conteúdo

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, defendeu nesta segunda-feira os ataques aéreos ocorridos na Síria. Segundo ele, a comunidade internacional teria de fazer valer a proibição do uso de armas químicas.

Stoltenberg falou em entrevista coletiva ao lado do ministro das Relações Exteriores da Turquia, após na noite de sexta-feira (hora de Brasília) os EUA, a França e o Reino Unido atingirem o território sírio.

Armas químicas

Segundo o secretário-geral, a Rússia havia repetidas vezes impedido uma investigação independente da Organização das Nações Unidas sobre o suposto uso de armas químicas. Com isso, os aliados da Otan "não tiveram alternativa a não ser agir como agiram". O regime sírio nega que tenha usado armas químicas.



Stoltenberg disse que a aliança ocidental "não pode silenciar onde armas químicas são usadas". "Há razão mais que suficiente para agir e não fazer nada iria erodir a proibição sobre armas químicas", argumentou.

O chefe da Otan está na Turquia para reuniões com o presidente Recep Tayyip Erdogan e outras autoridades locais. Fonte: Associated Press.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.
JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM