Jornal do Commercio
ANTÁRTICA

Degelo na Antártica triplica e impulsiona elevação do nível do mar

Até 2012, a Antártica perdeu 76 bilhões toneladas de gelo por ano. Nos últimos 5 anos, este número passou para 219 bilhões de toneladas ao ano

Publicado em 13/06/2018, às 14h36

O gelo derreteu em um ritmo quase três vezes maior do que antes / Foto: Mathilde Bellenger/AFP
O gelo derreteu em um ritmo quase três vezes maior do que antes
Foto: Mathilde Bellenger/AFP
AFP

A Antártica perdeu impressionantes 3 trilhões de toneladas de gelo desde 1992, fazendo o nível dos oceanos aumentar, em nível global, quase 8 milímetros, e esta tendência se acelerou de forma espetacular ao longo dos últimos cinco anos, segundo um estudo divulgado nesta quarta-feira (13).

Até 2012, o continente branco situado no Polo Sul havia perdido 76 bilhões de toneladas de gelo ao ano, estimaram 84 cientistas que participaram deste estudo de referência, divulgado na revista científica Nature. 



Ameaça para as comunidades costeiras 

Após esta data, a cifra saltou para 219 bilhões de toneladas ao ano. Dito de outra forma, após cinco anos, o gelo derreteu em um ritmo quase três vezes maior do que antes, o que representa uma ameaça para centenas de milhões de pessoas que vivem em áreas costeiras.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM