Jornal do Commercio
Uber

CEO da Uber se afasta da empresa, que quer melhorar sua imagem

Travis Kalanick disse que tirará licença sabática. Uber tem enfrentado uma série de demissões e renúncias nos últimos meses

Publicado em 13/06/2017, às 21h13

CEO da Uber tira licença sabática  / Foto: Arnaldo de Carvalho/JC Imagem
CEO da Uber tira licença sabática
Foto: Arnaldo de Carvalho/JC Imagem
AFP

O controverso presidente-executivo (CEO) da Uber, Travis Kalanick, anunciou nesta terça-feira (13) que tirará uma licença sabática, em um primeiro passo para a multinacional de transporte urbano privado tentar melhorar a sua imagem.

"Preciso descansar pelos recentes acontecimentos", escreveu Kalanick nesta terça-feira, referindo-se à morte acidental de sua mãe no mês passado, em um e-mail enviado para os funcionários da Uber, ao qual a AFP teve acesso. Kalanick não especificou a duração da licença.

O afastamento favorece indiretamente o escritório de advogados encarregado de investigar a má reputação do grupo, e cujas recomendações -aprovadas pela empresa- também foram publicadas nesta terça-feira. 

De acordo com este documento de 13 páginas, a Uber deve "reconsiderar" as responsabilidades de Travis Kalanick, especialmente as que poderão ser "compartilhadas" ou "confiadas a outros". 

Nesse período, Kalanick ficará "disponível" para tomar decisões importantes, segundo diz em seu e-mail, acrescentando que quer "refletir", trabalhar em si mesmo e concentrar-se "na construção de uma liderança mundial".

"Ao final, se olharmos quando e como chegamos ali, a responsabilidade recai sobre mim. É evidente que há muitas coisas para nos orgulhar, mas também há muito o que melhorar", escreveu o CEO.

O grupo enfrenta uma série demissões e renúncias nos últimos meses, principalmente por delitos de abuso sexual e machismo, mas também por suposto roubo de tecnologia. 



Kalanick, assim como seu braço direito Emil Michael que renunciou na segunda-feira, é acusado de práticas violentas  dentro da empresa. 

Depois da renúncia de uma engenheira que afirmou ter sofrido abuso sexual, o grupo contratou em fevereiro um escritório de advogados para examinar os problemas relacionados com o "ambiente de trabalho" e "mais em geral sobre a diversidade e a inclusão (social) no Uber". 

Os advogados recomendam reconstruir uma direção e particularmente encontrar um verdadeiro número dois. Também propõem fortalecer os meios para rastrear possíveis problemas na cadeia de comando, incluindo o fortalecimento do Departamento de recursos humanos, dando mais poder e visibilidade ao responsável pelos temas de diversidade. 

A Uber também terá que explicar a seus funcionários que certos comportamentos inadequados são "proibidos, mesmo se não forem ilegais", em convergência com o princípio de "tolerância 0". 

Os advogados explicam que "se os funcionários mantiverem uma conexão", não deveriam ter relação hierárquica. 

Em um comunicado, o grupo se comprometeu a "colocar em prática as recomendações", que permitirão "promover a equidade e a responsabilidade de estabelecer práticas que impeçam a repetição dos erros do passado". 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM