Jornal do Commercio
Opinião

Oposiçao ao governo Dilma sofre de miopia

Diversos pontos me motivam a considerar a possibilidade de Dilma continuar à frente da Presidência

Publicado em 10/07/2015, às 09h56

Mesmo com um possível afastamento da presidente do Planalto,  os desafios do governo  continuarão presentes / Leandro Neumann Ciuffo/Wikipedia

Mesmo com um possível afastamento da presidente do Planalto, os desafios do governo continuarão presentes

Leandro Neumann Ciuffo/Wikipedia

Adriano Oliveira

O impeachment da presidente Dilma Rousseff não é improvável. Mas é mais adequado afirmar que é provável que Dilma não seja impedida de governar. Diversos pontos me motivam a considerar fortemente a possibilidade de Dilma continuar à frente da Presidência da República. 

É provável, neste instante, que o Tribunal de Contas da União (TCU) reprove as contas do governo Dilma. Mas Dilma tem condições de incentivar o Congresso Nacional a não aprovar a decisão do TCU. Partidos aliados, em qualquer governo, desejam recompensas. Deste modo, é possível que o governo Dilma atenda as demandas dos parlamentares e evite que a Câmara Federal acate a abertura de processo de impedimento da presidente. 

Eduardo Cunha e Renan Calheiros são atores estratégicos. Mas frágeis, em razão das denúncias advindas da Operação Lava Jato. Portanto, eles podem optar por ceder às solicitações da presidente Dilma. Michel Temer mostra fidelidade à presidente e habilidade na articulação política. Assim sendo, Temer tem condições de continuar a apaziguar os ânimos dos aliados. Por sua vez, Joaquim Levy consegue, com muito esforço, conduzir o ajuste fiscal. Com isto, vislumbro melhora dos indicadores econômicos, em particular, da inflação em 2016. Portanto, prevejo que Dilma finda o mandato presidencial. 

Porém, se a dinâmica política sugerida não for observada? A presidente Dilma sofrerá impedimento. E caso isto corra, uma nova eleição poderá acontecer. Neste caso, Aécio Neves é, aparentemente, o candidato mais forte eleitoralmente. Mas não desprezo a possibilidade de Aécio ser ultrapassado por um aventureiro. Condições propícias para o sucesso eleitoral de um aventureiro estarão presentes em uma nova eleição antecipada. 

Independente de quem assumirá a presidência da República, caso o impeachment da presidente Dilma ocorra, os desafios do governo Dilma continuarão presentes. O ajuste fiscal precisará ser concluído. Demandas salariais dos servidores públicos não serão atendidas em sua plenitude, inclusive a do Judiciário. Eduardo Cunha e Renan Calheiros continuarão a ser atores estratégicos, mas frágeis. E o crescimento econômico não será pujante, assim como foi observado na era Lula. 

Porém, o impedimento da presidente Dilma trará um fato novo, o qual não está hoje presente, qual seja: o PT fará oposição sob o comando do ex-presidente Lula. O PT na oposição reconstituirá o papel dos movimentos sociais e sindicais na dinâmica política brasileira. E em razão dos desafios econômicos, manifestações de ruas, mais pujantes das que ocorreram recentemente, poderão acontecer. Portanto, a estratégia ótima para os atores da oposição é preservar o mandato de Dilma Rousseff. Pois caso isto não ocorra, eles poderão fortalecer o PT antecipadamente. 


Comentários

Por Elias Araujo,25/07/2016

O comentarista acima, que é também analista político sempre se posiciona em favor da ex-presidente Dilma. Não vê que as chances da volta dela são poucas!!!! Está cada vez mais difícil. E algumas pessoas insistem em defendê-la...

Por José Cícero Honorato,17/09/2015

A Enfermidade do Progressismo na América. Carta pelo Direito de Autodeterminação do Povo Brasileiro. É o governo atual uma conspiração contra a nação brasileira? O povo brasileiro se deu conta de que o atual governo ou desgoverno é uma conspiração contra a nação? A aprovação popular do governo Dilma Rousseff é de apenas 7%. Os protestos são constantes por todo o país. Mas o que justifica tamanho descontentamento ?jamais visto na história deste país?? Estaria mesmo ocorrendo uma conspiração pelo governo responsável pela defesa dos interesses da pátria e do povo brasileiro? O mal original é o mito da revolução. Afirmo que ele justifica tudo, os mensaleiros brasileiros, os trapaceiros da Petrobrás... e tantas outras atrocidades tenebrosas. Alguns jornalistas têm coragem de romper o silêncio para lembrar o óbvio: O Foro de São Paulo é a organização que junta as FARC, os Castros, Nicolás Maduro, Rafael Correa, Evo Morales e (ó surpresa) o PT. As esquerdas querem criar o seu clubinho? Tudo bem! Quando se admitem terroristas e traficantes como membros, então é associação para o crime1. Esta conspiração começou com a criação desta entidade, o famigerado FORO DE SÃO PAULO que passou a atuar em toda a América Latina, desde a fronteira do México com os EUA, até a região da Patagônia na Argentina. A função do Brasil neste contexto é o de provedor de recursos para os governos e movimentos comunistas falidos. Isto explica os envios clandestinos de dinheiro para outros países alinhados com a ideologia petista. O que é o Foro de São Paulo e como começou exatamente? Com a derrubada do Muro de Berlim (1989), as esquerdas em todo o mundo preocuparam-se com o futuro do movimento comunista, passando a buscar alternativas e a tomar medidas para a criação de suportes internacionais que lhes dessem sobrevivência. Fidel Castro tomou a frente pretendendo reunir todos os partidos e organizações marxistas-leninistas revolucionárias numa entidade supranacional. O Partido dos Trabalhadores (PT), também sentiu a necessidade de repensar e de fortalecer suas posições no contexto do socialismo mundial em acomodação. Na ocasião, a proposta de Fidel Castro para realizar um encontro das organizações revolucionárias da América Latina foi a oportunidade bem aceita por Luiz Inácio Lula da Silva. Assim veio a se fundar o denominado FORO DE SÃO PAULO (FSP). Estratégia desta entidade: recuperar para a América Latina, a ideologia escravocrata, assassina e comunista perdida no Leste Europeu, após a queda do muro de Berlim, em 1989. O Foro de São Paulo (FSP) é uma congregação de partidos, organizações e movimentos de esquerda, predominantemente marxista-leninistas revolucionários da América Latina, criada em 1990, com patrocínio do Partido Comunista Cubano e do Partido dos Trabalhadores. Todo ano, estes partidos e tais organizações realizam uma reunião em algum país subjugado por esta entidade para elaborar uma pauta. Uma destas organizações é as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) uma vez que o PT sempre foi um aliado delas na política de esquerda do continente. As relações das FARC com o narcotráfico são tão conhecidas quanto a relação PT-FARC2. Documentos secretos guardados nos arquivos da ABIN informam que a narcoguerrilha colombiana FARC deu 5 milhões de dólares a candidatos petistas em 20023. Mas não é apenas do tráfico de drogas que vivem as FARC. Segundo fontes do governo colombiano, Luís Edgar Devia Silva, codinome Raúl Reyes foi quem deu as ideias da chamada Lei 002 que obrigava empresários e pessoas com patrimônio econômico superior a um milhão de dólares a pagar uma taxa ao grupo insurgente em troca de não serem por ele sequestrados. O fato é que as FARC são uma organização guerrilheira formada por narcoterroristas e tem como receita, o narcotráfico e sequestros. Em 01 de março de 2008, Reyes e mais 20 companheiros foram mortos. Não se sabe bem por quem. As Farc acusam EUA de disparar míssil que matou Raúl Reyes e seus companheiros. Na ocasião lamentou Hugo Chávez, o então homólogo de Luís Inácio Lula da Silva na Venezuela. Disse ele: ?Mataram o nº 2 das FARC, Raúl Reyes, e nós rendemos tributos a um grande revolucionário que foi Raúl Reyes. Eu o conheci pessoalmente na ocasião em que conheci o Lula, entre outros?. Este ano, no dia 21/08/2015, Evo Morales, Presidente da Bolívia e maior cocaleiro do mundo, ameaçou invadir o Brasil contra a nação brasileira para defender Dilma, Lula e o PT. ?Não vamos permitir golpes de Estado no Brasil, nem na América Latina. Vamos defender as democracias e se precisar vamos atacar com nossas forças armadas?. Afirmou o cocaleiro boliviano. Nem Solano Lopez, o presidente do Paraguai que forçou Dom Pedro II a declarar-lhe guerra, ousou tanto. Então na mentalidade do Senhor Evo Morales, a nação brasileira não é digna de expulsar do poder, ?os marginais do poder?. Ele, o maior cocaleiro do mundo, vem nos dizer o que é melhor para nós. Faz-se necessário saber se o Senhor Evo Morales está falando por si e seu exército, apenas; ou se está representando os seus homólogos de basicamente toda a América Latina, pois todos, ou quase todos estão reunidos numa só entidade, o Foro de São Paulo. Assim sendo, quantos exércitos latino-americanos, o exército brasileiro teria que enfrentar para proteger a nação e o território brasileiro? Estaria o nosso exército preparado para tal? Representantes das Forças Armadas dizem que sim. Diante da proposital gravíssima situação política e econômica que estamos vivendo, já deu para entender que este governo conspira contra a pátria e a nação brasileiras e fere das formas mais variadas possíveis, os interesses da nação, a Lei de Segurança Nacional e a Constituição Federal, dia após dia, e o Foro de São Paulo é a monstruosa entidade semissecreta e marginal, que dá suporte a estes traidores do Brasil e de várias nações latino-americanas. Este artigo é uma pequena amostra desta barbaridade. A estupidez total a que estes personagens desejam chegar, não cabe no imaginário humano. José Cícero Honorato é autor e já publicou os livros: 1. A Dissipação da Escuridão. Ou o Reino do Anticristo. 2. KGB: Infiltrações, Enganos e Assassinatos. 3. Carlos Marighella: Sua Incursão Comunista e o Minimanual do Guerrilheiro Urbano. 4. O Documento Li Wei Han: Um Passaporte Vermelho Para o Inferno. Fontes: 1 Site anti foro de são paulo 2 Site anti foro de são Paulo 3 Revista veja. 16 de março de 2005 4 Wikipédia

Por José Cícero Honorato,05/09/2015

É o governo atual uma conspiração contra a nação brasileira? O povo brasileiro já se deu conta de que o atual governo ou desgoverno é uma conspiração contra a nação? A aprovação popular do governo Dilma Rousseff é de apenas 7%. Os protestos são constantes por todo o país. Mas o que justifica tamanho descontentamento ?jamais visto na história deste país?? Estaria mesmo ocorrendo uma conspiração pelo governo responsável pela defesa dos interesses da pátria e do povo brasileiro? O mal original é o mito da revolução. Afirmo que ele justifica tudo, os mensaleiros brasileiros, os trapaceiros da Petrobrás... e tantas outras atrocidades tenebrosas. Alguns jornalistas têm coragem de romper o silêncio para lembrar o óbvio: O Foro de São Paulo é a organização que junta as FARC, os Castros, Nicolás Maduro, Rafael Correa, Evo Morales e (ó surpresa) o PT. As esquerdas querem criar o seu clubinho? Tudo bem! Quando se admitem terroristas e traficantes como membros, então é associação para o crime1. Esta conspiração começou com a criação desta entidade, o famigerado FORO DE SÃO PAULO que passou a atuar em toda a América Latina, desde a fronteira do México com os EUA, até a região da Patagônia na Argentina. A função do Brasil neste contexto é o de provedor de recursos para os governos e movimentos comunistas falidos. Isto explica os envios clandestinos de dinheiro para outros países alinhados com a ideologia petista. O que é o Foro de São Paulo e como começou exatamente? Com a derrubada do Muro de Berlim (1989), as esquerdas em todo o mundo preocuparam-se com o futuro do movimento comunista, passando a buscar alternativas e a tomar medidas para a criação de suportes internacionais que lhes dessem sobrevivência. Fidel Castro tomou a frente pretendendo reunir todos os partidos e organizações marxistas-leninistas revolucionárias numa entidade supranacional. O Partido dos Trabalhadores (PT), também sentiu a necessidade de repensar e de fortalecer suas posições no contexto do socialismo mundial em acomodação. Na ocasião, a proposta de Fidel Castro para realizar um encontro das organizações revolucionárias da América Latina foi a oportunidade bem aceita por Luiz Inácio Lula da Silva. Assim veio a se fundar o denominado FORO DE SÃO PAULO (FSP). Estratégia desta entidade: recuperar para a América Latina, a ideologia escravocrata, assassina e comunista perdida no Leste Europeu, após a queda do moro de Berlim, em 1989. O Foro de São Paulo (FSP) é uma congregação de partidos, organizações e movimentos de esquerda, predominantemente marxista-leninistas revolucionários da América Latina, criada em 1990, com patrocínio do Partido Comunista Cubano e do Partido dos Trabalhadores. Todo ano, estes partidos e tais organizações realizam uma reunião em algum país subjugado por esta entidade para elaborar uma pauta. Uma destas organizações é as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) uma vez que o PT sempre foi um aliado delas na política de esquerda do continente. As relações das FARC com o narcotráfico são tão conhecidas quanto a relação PT-FARC2. Documentos secretos guardados nos arquivos da ABIN informam que a narcoguerrilha colombiana FARC deu 5 milhões de dólares a candidatos petistas em 20023. Mas não é apenas do tráfico de drogas que vivem as FARC. Segundo fontes do governo colombiano, Luís Edgar Devia Silva, codinome Raúl Reyes foi quem deu as ideias da chamada Lei 002 que obrigava empresários e pessoas com patrimônio econômico superior a um milhão de dólares a pagar uma taxa ao grupo insurgente em troca de não serem por ele sequestrados. O fato é que as FARC são uma organização guerrilheira formada por narcoterroristas e tem como receita, o narcotráfico e sequestros. Em 01 de março de 2008, Reyes e mais 20 companheiros foram mortos. Não se sabe bem por quem. As Farc acusam EUA de disparar míssil que matou Raúl Reyes e seus companheiros. Na ocasião lamentou Hugo Chávez, o então homólogo de Luís Inácio Lula da Silva na Venezuela. Disse ele: ?Mataram o nº 2 das FARC, Raúl Reyes, e nós rendemos tributos a um grande revolucionário que foi Raúl Reyes. Eu o conheci pessoalmente na ocasião em que conheci o Lula, entre outros?. Este ano, no dia 21/08/2015, Evo Morales, Presidente da Bolívia e maior cocaleiro do mundo, ameaçou invadir o Brasil contra a nação brasileira para defender Dilma, Lula e o PT. ?Não vamos permitir golpes de Estado no Brasil, nem na América Latina. Vamos defender as democracias e se precisar vamos atacar com nossas forças armadas?. Afirmou o cocaleiro boliviano. Nem Solano Lopez, o presidente do Paraguai que forçou Dom Pedro II a declarar-lhe guerra, ousou tanto. Então na mentalidade do Senhor Evo Morales, a nação brasileira não é digna de expulsar do poder, ?os marginais do poder?. Ele, o maior cocaleiro do mundo, vem nos dizer o que é melhor para nós. Faz-se necessário saber se o Senhor Evo Morales está falando por si e seu exército, apenas; ou se está representando os seus homólogos de basicamente toda a América Latina, pois todos, ou quase todos estão reunidos numa só entidade, o Foro de São Paulo. Assim sendo, quantos exércitos latino-americanos, o exército brasileiro teria que enfrentar para proteger a nação e o território brasileiro? Estaria o nosso exército preparado para tal? Representantes das Forças Armadas dizem que sim. Diante da proposital gravíssima situação política e econômica que estamos vivendo, já deu para entender que este governo conspira contra a pátria e a nação brasileiras e fere das formas mais variadas possíveis, os interesses da nação, a Lei de Segurança Nacional e a Constituição Federal, dia após dia, e o Foro de São Paulo é a monstruosa entidade semissecreta e marginal, que dá suporte a estes traidores do Brasil e de várias nações latino-americanas. José Cícero Honorato é autor e já publicou os livros: 1. A Dissipação da Escuridão. Ou o Reino do Anticristo. 2. KGB: Infiltrações, Enganos e Assassinatos. 3. Carlos Marighella: Sua Incursão Comunista e o Minimanual do Guerrilheiro Urbano. 4. O Documento Li Wei Han: Um Passaporte Vermelho Para o Inferno. Fontes: 1 Site anti foro de são paulo 2 Site anti foro de são Paulo 3 Revista veja. 16 de março de 2005 4 Wikipédia



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.
#PeloCaminhar #PeloCaminhar
Mais do que mobilidade, caminhar também é apropriar-se da cidade. Mas o caminhar está difícil. A mobilidade a pé necessita de uma infraestrutura própria, decente, que eleve o pedestre ao posto maior. Por isso o JC lança a discussão #PeloCaminhar.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM