Jornal do Commercio
LULA

Datafolha: Lula lidera intenções de voto nos dois turnos e PT comemora

Lula, além de ser líder isolado, vence em todos os cenários", diz a publicação na rede social do partido

Publicado em 10/06/2018, às 14h04

A publicação diz que
A publicação diz que "com 30%, Lula registra a preferência do eleitorado
Foto: Nelson Almeida/AFP
Estadão Conteúdo

O Partido dos Trabalhadores (PT) utilizou sua conta no Twitter para comemorar o resultado da pesquisa Datafolha, divulgada na madrugada deste domingo (10), na qual o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece como líder nas intenções de voto para primeiro e segundo turno das eleições para a Presidência. "O Brasil já sabe que vai ser feliz de novo. Lula, além de ser líder isolado, vence em todos os cenários", diz a publicação. O petista está preso há dois meses na sede da Polícia Federal, em Curitiba (PR), e sua candidatura ainda depende do aval da justiça.

Em linha com a comemoração do partido, a página oficial de Lula no Facebook fez uma menção de que o ex-presidente segue à frente nas pesquisas. No site oficial do petista, a equipe de Lula publicou um texto destacando os resultados do Datafolha. A publicação diz que "com 30%, Lula registra a preferência do eleitorado mesmo frente à perseguição que culminou em sua prisão política há dois meses". O porcentual citado refere-se a um cenário de primeiro turno.



Segundo turno

Nas simulações para um segundo turno, de acordo com o Datafolha, o petista aparece com 49% das intenções de voto contra o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin e também contra o deputado Jair Bolsonaro (PSL). Na disputa com Marina Silva (Rede), o ex-presidente ficaria com 46% e a ex-senadora com 31%

A mais recente pesquisa Datafolha, realizada entre os dias 6 (quarta-feira) e 7 (quinta-feira) deste mês, teve como base 2 824 entrevistas em 174 municípios em todos os Estados do País, mais Distrito Federal. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob número BR-05110/2018.


Recomendados para você


Comentários

Por Carlos Junior,11/06/2018

O golpe parlamentar não funcionou, mesmo com o STF e tudo, não teve jeito, muitos coxinhas arrependidos kkkkkk, e agora Moro tem que mandar prender os eleitores de Lula...kkkkkkkkkkk

Por Jonas,11/06/2018

Se isso fosse verdade...o que não é... indicaria apenas uma coisa.O Brasil é formado de LADRÕES (bem que isso é verdade na sua maioria...). Quem apóia um ladrão é comparsa dele. E é claro que ladrão comparsa sempre vai dizer que o ladrão preso é um injustiçado, vítima. "ladrões são os outros", etc. Ladrão e marginal é tudo igual! Assim, não esperem que defensor de Lula tenha um comportamento diferente... É tudo igual a ele! Só não querem estar lá na cela juntinho...Aí a "cumpanheirada" se dispersa...

Por Monteiro,11/06/2018

Lula é preso político específico, foi condenado rapidamente sem direito a habe corpus, para ficar fora das eleições.

Por Augusto Miranda,11/06/2018

É claro que é tudo mentira.Vocês não conseguem nos manipular mais...

Por Edmar Gomes,10/06/2018

Um país em que presidiário lidera campanha eleitoral não pode ter outro destino senão a decadência. Brasil, país de ladrões.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM