Jornal do Commercio
Pernambuco

Armando diz que se sentiria 'honrado' caso Marília decidisse apoiá-lo

De passagem pelo Agreste, o senador disse mais uma vez que votará no ex-presidente Lula (PT)

Publicado em 10/08/2018, às 18h26

Senador Armando Monteiro / Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Senador Armando Monteiro
Foto: Diego Nigro/ JC Imagem
Da editoria de Política

Durante passagem pela cidade de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste do Estado, o senador Armando Monteiro (PTB), pré-candidato ao governo do Estado pelo grupo Pernambuco Vai Mudar, afirmou que seria uma honra para ele se a vereadora Marília Arraes (PT) decidisse subir no seu palanque no pleito deste ano. Marília trabalhava na própria candidatura ao Palácio do Campo das Princesas, mas teve a postulação rifada pelo PT, que decidiu coligar-se com o PSB do governador Paulo Câmara.

"Respeitarei qualquer decisão que Marília tomar, pois tenho muita consideração por ela. Aliás, é bom lembrar a Santa Cruz que em 2014 a vereadora estava no meu palanque e eu sou grato pelo gesto do passado. Se ela puder me considerar como uma opção, vou me sentir muito honrado com o apoio", afirmou o petebistas a jornalistas da região, nesta sexta-feira (10). A petista ainda não divulgou qual candidato apoiará nesta eleição, mas deixou claro que não se aliará aos socialistas.



ALIANÇAS

O senador voltou a afirmar que votará no ex-presidente Lula (PT), caso ele, que foi condenado e está preso em Curitiba, possa efetivar sua candidatura junto à Justiça Eleitoral. Armando também disse que não sente nenhum desconforto em dar essa declaração e estar coligado com partidos como o DEM e o PSDB, adversários históricos do PT.

"Ninguém pode fazer um projeto em pernambuco sem juntar, sem reunir, sem ter a capacidade de promover alianças. O próprio
Lula nos deu um belo exemplo do que é que representa a força das alianças, pois perdeu várias alianças quando falava apenas para o PT. Quando Lula começou a falar para todos os setores da sociedade ele ganhou a eleição. E sabe o que é que ele fez? Foi buscar um empresário, José de Alencar, para ser o vice dele. José de Alencar não pensava da mesma forma que Lula, mas eles se juntaram pelo Brasil. Portanto não me desabona o fato de eu estar reunido hoje com pessoas que pensaram diferente de mim. O que importa é que a gente possa estar junto para mudar Pernambuco", avaliou Armando.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano
Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior
Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM