Jornal do Commercio
Política Política

ministério da cultura

Reunião com Marta Suplicy anima ativistas da cultura digital

Ao se reunir com representantes do setor ministra disse ?ainda não sou uma hacker, mas vou ser?

Publicado em 20/09/2012, às 21h38

Da Agência Brasil

 / Foto: Valter Campanato/ABr

Foto: Valter Campanato/ABr

BRASÍLIA – Uma frase curta e de difícil compreensão para leigos em informática está sendo interpretada como sinal de mudança na relação entre o Ministério da Cultura (MinC) e a cultura digital, da qual os Pontos de Cultura, no Brasil, são a expressão mais visível em termos de políticas públicas.

Ao se reunir com representantes do setor, esta tarde (20) em Brasília, a ministra Marta Suplicy disse “ainda não sou uma hacker, mas vou ser”. Bem recebida pelos participantes do encontro, a frase na mesma hora inspirou a criação da hashtag (modelo de endereço digital) #Martahacker no Twitter.

“Podem ter certeza, vocês são a minha turma”, disse Marta, prometendo manter diálogo permanente com representantes do setor. Com status de audiência pública e transmitida pela internet, essa foi a primeira reunião da ministra com representantes de um setor cultural.

Para os participantes, foi mais um indício de uma mudança em relação à gestão anterior, já que eram justamente os ativistas da cultura digital os maiores críticos da ex-ministra Ana de Hollanda, a quem associavam a tentativas de restringir o compartilhamento digital de conteúdo e que, após tomar posse, em 2011, não lançou nenhum novo edital de convênio para pontos de Cultura.

“Mudou tudo no MinC. O discurso da Marta é a antítese do que foi o da Ana. O Brasil voltou ao século 21 na cultura”, escreveu o jornalista Renato Rovai no Twitter. Já o produtor cultural Pablo Capilé disse à Agência Brasil que o encontro foi promissor e indicativo do que poderá ser a gestão de Marta “após dois anos de obstrução do diálogo com o setor”.

“Não estamos passando atestado e temos autonomia para cobrar e criticar se for necessário, mas a avaliação é que os primeiros sinais são positivos. A ministra Marta é uma política capaz de sentir a temperatura e fazer transbordar algo que já está fervendo, como é o caso da cultura digital por todo o país”, disse Capilé.

Palavras-chave


Comentar


nome e-mail
comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

Últimas notícias

Anteriores
Próximos

Fotos do dia

Arrastão do frevo para os resistentes no Bairro do Recife
Foto: Guga Matos/JC Imagem

> JC Imagem

Arrastão do frevo para os resistentes no Bairro do RecifeArrastão do frevo para os resistentes no Bairro do RecifeArrastão do frevo para os resistentes no Bairro do RecifeArrastão do frevo para os resistentes no Bairro do RecifeArrastão do frevo para os resistentes no Bairro do Recife

Ranking do dia

OFERTAS

Especiais JC

100 anos da Medicina 100 anos da Medicina
Especial 100 anos da Medicina aborda o surgimento das escolas médicas em Pernambuco
Novos mercados Novos mercados
Novas exigências do mercado de trabalho sob o impacto das tecnologias da informação
Facebook Twitter RSS Youtube
Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM