Jornal do Commercio
2014

Partido aposta em Popó para repetir Tiririca

O hoje parlamentar Tiririca desistiu de concorrer à reeleição no próximo ano

Publicado em 08/03/2013, às 09h03

Popó foi chamado para o PR pelo deputado Valdemar Costa Neto e disse que também foi convidado a entrar em outras legendas, como o PSB / Foto: Renato Araújo/ABr

Popó foi chamado para o PR pelo deputado Valdemar Costa Neto e disse que também foi convidado a entrar em outras legendas, como o PSB

Foto: Renato Araújo/ABr

Da Agência Estado

O secretário-geral do PR, deputado Valdemar Costa Neto (SP), quer usar a fama do ex-boxeador e colega de Câmara Acelino Popó (PP-BA) para repetir em 2014, em São Paulo, o fenômeno de votação do partido na eleição passada, quando o palhaço Tiririca obteve 1.353.820 votos. O hoje parlamentar Tiririca desistiu de concorrer à reeleição no próximo ano, e Valdemar acredita que Popó poderá ocupar a vaga de puxador de votos do PR paulista.

O convite a Popó envolve duas mudanças: a troca de domicílio eleitoral e de partido, pois o ex-boxeador foi eleito deputado pelo PP da Bahia. “Fui procurado pelo deputado Valdemar (Costa Neto). Ele disse que o partido está à minha disposição em São Paulo. Ainda estou avaliando, porque teria de mudar de Estado e de partido”, disse Popó.

Costa Neto foi condenado a 7 anos e 10 meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no processo do mensalão. Por isso, não gosta de aparecer. Atua apenas nos bastidores. Como agora, ao fazer o convite para que Popó se transfira para São Paulo e mude de partido.

Ao se eleger com a maior votação absoluta e proporcional na eleição passada, Tiririca carregou com ele os deputados Otoniel Lima (PRB), Vanderlei Siraque (PT) e Protógenes Queiroz (PC do B-SP), todos da base de apoio do governo. No ano passado, o PR tentou uma outra jogada com Tiririca: transformá-lo em candidato a prefeito de São Paulo. Mas o próprio deputado rejeitou a ideia por não ver futuro na disputa pelo Executivo.

Popó disse que, se optar por disputar a eleição por São Paulo, não terá problemas de adaptação. “No tempo em que eu era amador, lutava em São Paulo. Foi lá que comecei minha carreira”, contou. Ele tem consciência de que não está ligado a nenhum Estado, mas ao País inteiro, por ter sido ídolo do boxe. “Acho que sou como o Tiririca, conhecido no Brasil todo”, avaliou.

Popó contou ainda que foi convidado para entrar em outras legendas. Uma delas é o PSB do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, potencial candidato à Presidência da República no ano que vem. Também o chamaram para trocar de partido o PTB e o PSC. “Convite é o que não falta. Estou muito lisonjeado”, disse Popó.




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM