Jornal do Commercio
Eleições

Teste de segurança do TSE mostra duas falhas em urnas eletrônicas

Problemas foram encontrados em urnas com áudios, destinadas às pessoas com deficiência visual, e em urnas que mostraram troca no número de votos em um candidato

Publicado em 11/03/2016, às 17h06

Ministro Dias Toffoli assegurou que as vulnerabilidades serão corrigidas pelos técnicos do TSE / Foto: ABr

Ministro Dias Toffoli assegurou que as vulnerabilidades serão corrigidas pelos técnicos do TSE

Foto: ABr

Do JC Online

Durante o teste público de vulnerabilidade do sistema eletrônico de votação, realizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nessa quinta-feira duas falhas foram detectadas nas urnas. No evento, especialistas em informática foram chamados para tentar quebrar as barreiras de segurança.

Um dos problemas detectados foi nas urnas com áudio, destinadas às pessoas com deficiência visual. Segundo os especialistas, há a possibilidade de uma outra pessoa ouvir o som que sai da urna, graças a um equipamento, permitindo, assim, que haja o risco do voto ser identificado. A segunda falha foi o risco de haver uma troca no número de votos a um determinado candidato depois que a urna é fechada.

De acordo com o ministro Dias Toffoli, presidente do TSE, as falhas serão corrigidas pelo técnico antes das eleições, previstas para outubro.

Durante o teste, apenas o PDT compareceu dentre os 35 partidos existentes.


Comentários

Por viajante,13/03/2016

essas urnas são um exemplo de tecnologia. o interessante é que os países tecnologicamente mais desenvolvidos nem querem saber dela. qual seria o motivo dessa rejeição se essa urna é tão boa assim como o TSE diz??? "A segunda falha foi o risco de haver uma troca no número de votos a um determinado candidato depois que a urna é fechada." essa segunda falha é tão interessante. descobriram ela agora??? sera que alguem mais sabia e fez usufruto dela???seria o caso de se votar em A e o voto ir pra B??? estamos lascados

Por LAÉCIO SILVEIRA,13/03/2016

Qual segurança que os candidatos menos favorecidos financeiramente, que tem o apoio popular mais não tem estas manobras, nem compartilham com este câncer corruptível e epidêmico que existe na política Nacional .E temos todos os direitos de que as urnas tenha um Sistema seguro e confiável. Pois mesmo assim contínuo acreditando que estas falhas possam serem corrigidas a tempo para que evitem que eu seja novamente enganado e roubado a vontade depositada nas Urnas. CONFIRMO QUE JÁ FUI VÍTIMA .

Por Eudes,12/03/2016

"...as falhas serão corrigidas pelo técnico antes das eleições..." Haverá um novo teste público antes das eleições? Como saber se ficou corrigido, ou se novas falhas foram inseridas? O fato é que, a dúvida sobre a possibilidade de votos de um candidato irem para outro, deixou de ser dúvida. A pergunta que fica é: Isto era uma falha ou uma funcionalidade do sistema para permitir manipular resultados de eleições?

Por JONAS TABOSA LIMA,12/03/2016

Muito estranho o fato de apenas o Brasil adotar urnas eletrônicas. Lógico que são vulneráveis.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa do Nordeste 2018 Copa do Nordeste 2018
A 15ª edição da Copa do Nordeste tem um sabor especial. 2018 marca a volta das transmissões de futebol da TV Jornal. Ao lado da co-irmã de Caruaru e de nove afiliadas do SBT Nordeste, a emissora vai levar ao público todas as emoções do torneio
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade
Conheça o Cambinda Brasileira, maracatu rural mais antigo em atividade
Feliz 2018! Feliz 2018!
Clique e faça sua própria queima de fogos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM