Jornal do Commercio
CHURRASCO

Operação Carne Fraca "não é para causar um terror", diz Temer

Em rápida entrevista após participar de um rodízio num churrascaria

Publicado em 19/03/2017, às 20h42

Em rápida entrevista após participar de um rodízio na churrascaria, Temer afirmou que 33 fiscais sanitários estão envolvidos em irregularidades / Foto: Agência Brasil
Em rápida entrevista após participar de um rodízio na churrascaria, Temer afirmou que 33 fiscais sanitários estão envolvidos em irregularidades
Foto: Agência Brasil
Estadão Conteúdo

Após jantar em uma churrascaria na capital federal acompanhado de ministros e embaixadores e representantes de 27 países, o presidente Michel Temer afirmou na noite deste domingo (19) que a mensagem que quis passar foi a de que não há motivos para causar terror sobre a qualidade da carne brasileira Temer disse ainda não ter visto excessos da Polícia Federal na Operação Carne Fraca, deflagrada na última sexta-feira (17) para investigar fraude na fiscalização de frigoríficos brasileiros.

Em rápida entrevista após participar de um rodízio na churrascaria, Temer afirmou que 33 fiscais sanitários estão envolvidos em irregularidades, de um total de quase 12 mil servidores do Ministério da Agricultura. Além disso, citou, dos cerca de 4.830 frigoríficos existentes no País, 21 são investigados e três foram inabilitados. "Então, não é para causar um terror - que hoje está possivelmente se imaginando que possa causar - em relação ao exterior", afirmou. 

Excessos

Temer também rebateu críticas de integrantes da bancada ruralista no Congresso e de empresários de que a Polícia Federal cometeu excessos na Operação Carne Fraca. "Não (houve excessos). Houve uma integração do Ministério da Agricultura e da Polícia Federal", declarou, sem responder outros questionamentos da imprensa.

 

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.
#PeloCaminhar #PeloCaminhar
Mais do que mobilidade, caminhar também é apropriar-se da cidade. Mas o caminhar está difícil. A mobilidade a pé necessita de uma infraestrutura própria, decente, que eleve o pedestre ao posto maior. Por isso o JC lança a discussão #PeloCaminhar.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM