Jornal do Commercio
Brasília

STF cita Moreira Franco para que se manifeste sobre recursos contra sua nomeação

Partidos como PSOL e Rede Sustentabilidade contra a decisão do ministro do STF que assegurou a validade da posse de Moreira Franco

Publicado em 20/03/2017, às 22h43

O decano do STF incluiu Moreira Franco como
O decano do STF incluiu Moreira Franco como "litisconsorte passivo necessário", ou seja, tornou o ministro parte nas ações porque será afetado diretamente na decisão tomada
Foto: ABr
Estadão Conteúdo

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a citação do ministro Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência, para que possa se manifestar a respeito dos recursos impetrados pelo PSOL e pela Rede Sustentabilidade contra a decisão do ministro do STF que assegurou a validade da posse do ministro de Estado.

O decano do STF incluiu Moreira Franco como "litisconsorte passivo necessário", ou seja, tornou o ministro parte nas ações porque será afetado diretamente na decisão tomada. 

A decisão de Celso de Mello de indeferir os pedidos dos partidos contra a posse de Moreira Franco foi tomada no dia 14 de fevereiro. Um dia após a decisão, Celso afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que deve levar a discussão para o plenário da Corte se houvesse recursos. O PSOL levou três dias para recorrer, e a Rede, cinco. Desde então se passou um mês. 

Celso de Mello também deverá aguardar uma manifestação da Procuradoria-Geral da República e da Advocacia-Geral da União antes de tomar qualquer decisão sobre o agravo regimental.

Para partidos, nomeação tem como propósito impedir investigação contra Moreira Franco na primeira instância

Os partidos argumentam que a nomeação - feita quatro dias após a homologação das delações da Odebrecht - teria o propósito de impedir a investigação contra o ministro na primeira instância. Com a nomeação, Moreira Franco passou a ter foro privilegiado, ou seja, só poderá ser processado pelo Supremo Tribuno Federal.

Moreira Franco é alvo de pelo menos um inquérito na nova lista do Janot - que pediu 83 inquéritos ao Supremo, com base nas delações da Odebrecht. O ministro foi citado em delações da Odebrecht com a alcunha de "Angorá" na planilha da empreiteira. A delação de Cláudio Melo Filho, ex-diretor de relações institucionais da Odebrecht, traz 30 menções ao peemedebista.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Hobbit - 80 anos O Hobbit - 80 anos
Como a maioria dos hobbits, Bilbo Bolseiro leva uma vida tranquila até o dia em que recebe uma missão do mago Gandalf. Acompanhado por um grupo de anões, ele parte numa jornada até a Montanha Solitária para libertar o Reino de Erebor do dragão Smaug
Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM