Jornal do Commercio
Diplomacia

"Brasil tem renovado vigor e não é um paiseco", diz Temer

Presidente Michel Temer, diz a diplomatas em discurso no Itamaraty, que o Brasil é um país de oportunidades

Publicado em 20/04/2017, às 15h37

Em discurso no Ministério das Relações Exreriores, o presidente Temer ressalta a importância
dos diplomatas / Foto: Beto Barata/PR/Agência Brasil
Em discurso no Ministério das Relações Exreriores, o presidente Temer ressalta a importância dos diplomatas
Foto: Beto Barata/PR/Agência Brasil
ABr

Ao discursar nesta quinta-feira (20), no Itamaraty, nas comemorações do Dia do Diplomata, o presidente Michel Temer lembrou aos formandos do curso do Instituto Rio Branco que caberá a eles mostrar ao mundo que o Brasil é um país de oportunidades e de “renovado vigor”.

“Os senhores terão a oportunidade de falar ao mundo sobre o Brasil e projetar um novo país de oportunidades, que nascem das reformas; de falar do renovado vigor institucional para atrair parceiros e investimentos para os novos negócios”, disse.

“Lá fora, os senhores verificarão que uma das principais reivindicações é sobre a segurança jurídica no país. Nós estamos caminhando para o sistema de absoluta segurança jurídica. Nós, da área jurídica, sabemos que, se não houver essa segurança, dificilmente alguém investirá no país”, acrescentou Temer, ao destacar o papel da carreira diplomática para o desenvolvimento e a inserção do país no circuito internacional.

No pronunciamento, Temer criticou a forma como a imagem do Brasil é difundida em outros países. Segundo o presidente, "dados, fatos e informações" levadOs ao exterior dão a impressão de que o Brasil é um "paiseco" que não respeita a Constituição, o que acaba por reforçar a impressão de haver insegurança jurídica no país.

Importância da política externa

“Nos poucos meses [de governo] que nos restam, cerca de 18 ou 20 meses, temos muito o que fazer. E aí a política externa tem um papel a desempenhar, que é recuperar o Brasil. Muitas vezes são levados ao exterior dados, fatos e informações que não coincidem com aquilo que está na Constituição Federal. As pessoas lá fora ficam com a imagem de que este país é um paiseco, que vai fazendo as coisas sem amparo legal, sem amparo constitucional”, disse o presidente da República, na cerimônia de formatura de turmas do Instituto Rio Branco, no Palácio do Itamaraty, em Brasília.



Temer destacou algumas prioridades da diplomacia brasileira. “Estamos revitalizando o Mercosul, resgatando sua condição original de democracia e livre mercado, e estamos nos aproximando dos parceiros da aliança do Pacífico. Não devemos ter divisão. Devemos buscar a união entre os vários países da América do Sul e da América Latina.”

Ainda durante o discurso diante de diplomatas, Temer fez uma contextualização sobre a situação mundial, associando-a ao papel que terão os futuros diplomatas brasileiros. “No exterior, não haverá partido, ideologia ou tendência a presidir os seus trabalhos. Sempre será o interesse do nosso país. Até porque o mundo de hoje está distante do mundo do início do século 20”, afirmou.

“Passado mais de um século, nos vemos confrontados com um cenário externo que desafia a compreensão. Vivemos tempos de incerteza e instabilidade. Lugar comum que só faz se confirmar a cada dia. Tendências isolacionistas fazem contrapeso a dinâmicas de integração que pareciam asseguradas”, argumentou.

“Os conflitos da Síria e a tensão na península coreana, os focos de efervescência não dão sinais de ceder. O extremismo ceifa vida de homens, mulheres e crianças. O terrorismo chega a cidades e povoados presentes e ausentes de nosso imaginário geográfico. E as instituições não oferecem tantas das respostas que buscamos e precisamos”, completou.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM