Jornal do Commercio
MG

Andrea Neves, irmã de Aécio, é presa em Belo Horizonte

A jornalista Andrea Neves foi localizada em sua casa pela Polícia Federal, na manhã desta quinta-feira (18)

Publicado em 18/05/2017, às 08h46

Inicialmente, a informação era de que Andrea estava em Londres / Foto: Divulgação
Inicialmente, a informação era de que Andrea estava em Londres
Foto: Divulgação
JC Online e Estadão Conteúdo

A irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG), Andrea Neves, foi presa pela Polícia Federal em Nova Lima, na Grande Belo Horizonte, Minas Gerais, na manhã desta quinta-feira (18), acusada de pedir dinheiro para Joesley Batista em nome do irmão - que recebeu R$ 2 milhões do empresário em entrega filmada e registrada. O dinheiro foi dada a um primo de Aécio.

Um primo do presidente do PSDB também foi preso preventivamente pela Polícia Federal. Frederico Pacheco de Medeiros, conhecido como Fred, teria sido filmado recebendo R$ 2 milhões a mando de Joesley Batista.

Além dele, Menderson Souza Lima, assessor do senador Zezé Perrela (PMDB-MG) também foi preso. Todos foram citados na delação de Joesley Batista. Em todos os casos os mandados são de prisão preventiva e foram autorizados pelo STF.

A operação também faz buscas em endereços ligados ao senador e também no gabinete dele. Nesta manhã, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, solicitou a prisão do senador e o pedido foi submetido pelo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, ao plenário do Supremo. 



Delação de Joesley Batista

Aécio foi gravado solicitando R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista. O Supremo afastou o senador e também o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB) de seus cargos com base na delação de Joesley Batista e pessoas ligadas ao grupo J&F. Na conversa gravada, Joesley e Aécio negociam de que forma seria feita a entrega do dinheiro.

O empresário teria dito que se o senador recebesse pessoalmente o dinheiro, ele mesmo, Joesley, faria a entrega. E, se Aécio mandasse um preposto, o empresário faria o mesmo. Foi quando o senador disse a seguinte frase: "Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara. E você vai me dar uma ajuda do c***."

O "Fred" citado no diálogo é Frederico Pacheco de Medeiros, primo de Aécio, ex-diretor da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e um dos coordenadores da campanha do tucano à Presidência em 2014. O responsável pela entrega teria sido o diretor de Relações Institucionais da JBS, Ricardo Saud, de acordo com a reportagem do jornal.

 


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por ronaldo,18/05/2017

Raul Henriquinho,há poucos dias,disse que TEMER,O GOLPISTA,ERA UM ESTADISTA!!!! E agora,seu sombra de Jarbas???? Temer,o golpista e corrupto,continua estadista??? Ou és mesmo um BABÃO dele??? FALE!!!!! Seja frouxo não!!!!!

Por LYRA,18/05/2017

Esse meliante, Aécio DAS NEVES, é o único que vai se dá bem sendo preso, pelo menos passará algum tempo sem consumir pó e, terá mais alguns dias de vida longe das drogas, ou menino bom.

Por Ha,18/05/2017

ha ha ha ha ha ha ...........



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM