Jornal do Commercio
PRESIDÊNCIA

''Acabamos com os favores'', diz Temer em referência a Joesley Batista

Presidente entrou na Justiça com duas ações judiciais contra o empresário nesta segunda-feira (19)

Publicado em 19/06/2017, às 15h46

Temer está cumpre agenda oficial em viagem à Rússia / Foto: Reprodução
Temer está cumpre agenda oficial em viagem à Rússia
Foto: Reprodução
JC Online

Numa série de vídeos publicados no Twitter, o presidente Michel Temer alertou para a importância da independência e harmonia entre os poderes e fez uma crítica indireta ao empresário Joesley Batista, que o colocou na mira de um inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF)."Acabamos com os favores que privilegiavam algumas poucas empresas" disse o político antes de afirmar conhecer "o roteiro" para a justificativa de crimes. Temer também garantiu que os criminosos "não ficarão impunes" e já entrou nesta segunda-feira (19) com duas ações judiciais contra o dono da JBS.

"Cortamos as práticas que permitiam a criminosos crescer à sombra dos ilícitos e do dinheiro publico jorrado sem limite, com juros camaradas. Muita gente não gostou disso. Está claro o roteiro que criaram para justificar seus crimes: apontando o dedo para outro para fugir da punição", acrescentou Temer.

Apesar da declaração, o Governo Federal deixou passar no último mês, o acordo para o Novo Refis, com descontos generosos a endividados, entre eles a JBS, e, em junho, mudanças nas leniências firmadas com o Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), deixando lacunas sobre a atuação do Ministério Público e as formas de punição a empresas que fecharem esse tipo de "delação premiada".

O vídeo foi publicado nas redes sociais como parte de um sequência que abordava ainda a viagem do peemedebista à Rússia e à independência entre os três poderes.



Denúncia e depoimentos

A justificativa para as atitudes de Joesley Batista é a mesma que vem sendo adotada por Michel Temer desde que a gravação entre o empresário e o presidente veio à tona causando estragos no Planalto. No vídeo, o presidente deixa claro: "Aviso aos criminosos que não sairão impunes. Pagarão pelos seus crimes". Nesta segunda, Temer entrou na Justiça com duas ações contra o empresário. Mesmo sem uma denúncia formal já ter sido apresentada ao Supremo Tribunal Federal (STF), a Presidência vive dias de expectativa com cada passo dado pela Procuradoria-Geral da República e a Polícia Federal. A essa, na semana passada, Eduardo Cunha e o próprio Joesley prestaram depoimentos dispares sobre a relação com o presidente. 

Joesley confirmou tudo que já tinha sido apresentado em delação premiada, confirmando o acordo firmado com Temer para silenciar Cunha e nomimando o presidente como "chefe da quadrilha mais perigosa do Brasil".

Já Eduardo Cunha, na mesma semana, informou à PF que jamais colocou o silêncio à venda, indicando que Temer jamais negociou qualquer tipo de pagamento de propina ao ex-deputado enquanto preso.

Além do vídeo, o presidente cumpriu com o anúncio do fim de semana e entrou na Justiça contra um dos donos da JBS. Uma das ações será por danos morais, onde pedirá indenização financeira, e a segunda, será uma queixa crime, por difamação, calúnia e injúria, crimes contra a honra cometidos por Joesley Batista ao arrolar Temer nas denúncias de corrupção.

Com a viagem de Temer, quem despachará no Palácio do Planalto é Rodrigo Maia (DEM-RJ). Aliado do presidente, Maia já contabiliza 13 pedidos de impechament contra o peemedebista na lista de espera para entrarem na pauta da Câmara dos Deputados.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM