Jornal do Commercio
Rio Grande do Sul

Morre, aos 61 anos, neto de Getúlio Vargas

Getúlio Dornelles Vargas Neto morava em Porto Alegre. Polícia Civil aponta suicídio como causa da morte

Publicado em 17/07/2017, às 20h27

Getúlio Vargas Neto também foi um dos fundadores do Partido Democrático Trabalhista (PDT) / Reprodução/Facebook
Getúlio Vargas Neto também foi um dos fundadores do Partido Democrático Trabalhista (PDT)
Reprodução/Facebook
JC Online

Morreu nesta segunda-feira (17), aos 61 anos, o advogado Getúlio Dornelles Vargas Neto, neto do ex-presidente Getúlio Vargas. Seu corpo foi encontrado no apartamento onde morava, no bairro de Moinhos do Vento, localizado em Porto Alegre. Ele também foi um dos fundadores do Partido Democrático Trabalhista (PDT).

De acordo com a Polícia Civil, o caso foi registrado como suicídio. Um inquérito foi aberto para investigar o ocorrido, mas a Polícia não considera, no momento, nenhuma outra causa para a morte.



Getúlio Vargas Neto foi encontrado caído no chão de seu quarto por uma funcionária que trabalha para a família. Ao lado de seu corpo foram encontrados uma arma e uma carta, destinada para sua família.

Mesma causa de morte do pai e do avô

Com a Polícia tratando o caso como suicídio, a morte de Getúlio Vargas Neto teria a mesma causa que as mortes de seu pai e seu avô. Manuel Antônio Sarmanho Vargas, seu pai, se matou em 1997 aos 79 anos. Já seu avô, Getúlio Vargas, cometeu suicídio no dia 24 de agosto de 1954, enquanto ocupava a presidência do País.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM