Jornal do Commercio
Entrevista

Haddad alfineta Doria e projeta eleições de 2018

Haddad comentou que dos seis meses de mandato, Doria passou mais de um fora do Brasil

Publicado em 11/08/2017, às 10h33

Haddad reforçou o apoio a Lula para 2018. ''Espero que seja candidato'' / Foto: Prefeitura de São Paulo/Divulgação
Haddad reforçou o apoio a Lula para 2018. ''Espero que seja candidato''
Foto: Prefeitura de São Paulo/Divulgação
JC Online

Em entrevista à Rádio Jornal na manhã desta sexta-feira (11), o ex-ministro da Educação e ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad comentou sobre o mandato do prefeito da capital paulista João Doria. Outro destaque dado por ele foi a respeito da eleição de 2018 e quais projetos estariam em disputa no pleito.

"O Doria está com seis meses de governo. Destes seis, ele passou mais de um mês fora do país. É difícil ainda avaliar. Ele tem uma aliança com Temer e até recebeu um convite para ir pro PMDB defender o governo Temer. Acho que no ano que vem teremos uma disputa em torno de dois projetos: o projeto do Temer, que não sei quem vai defender e o projeto que foi deixado de lado a partir do afastamento da Dilma, que é o projeto Lula", contou.



Apesar de destrinchar os lados na disputa eleitoral em 2018, Haddad não destacou quem seriam os candidatos, mas ressaltou quem ele quer que esteja na liderança de uma dessas frentes. "Não sei quem serão os candidatos, espero que o Lula seja candidato. Se Deus quiser ele vai estar defendendo um projeto que deu certo e alguém vai estar defendendo esse projeto que estão dizendo que vai dar certo, mas até agora só teve 5% de aprovação", declarou.

Sobre uma aliança com Ciro Gomes para o pleito em 2018, o ex-ministro da Educação mostrou respeito ao possível candidato. " O Ciro foi um grande governador (do Ceará), tem o país na cabeça, tem compromisso com o país, de maneira que temos que ter com ele o maior diálogo possível. Nossa pretensão é que a Justiça reverta a decisão tomada pelo juiz Moro para que o Lula possa concorrer, com todo respeito ao Ciro, nossa perspectiva é essa", explicou.

Ouça a entrevista completa:


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM