Jornal do Commercio
Cortes

Governo planeja congelar salários de servidores públicos em 2018

Com a medida, governo prevê poupar R$ 9,8 bilhões no Orçamento de 2018

Publicado em 12/08/2017, às 09h17

Governo terá que aprovar uma medida provisória para colocar em prática congelamento de salários / Foto: Agência Brasil
Governo terá que aprovar uma medida provisória para colocar em prática congelamento de salários
Foto: Agência Brasil
Estadão Conteúdo

O governo deixou para a próxima segunda-feira (14) o anúncio oficial do pacote de medidas para conter gastos com funcionalismo, entre elas o congelamento dos reajustes dos servidores do Executivo que estão previstos para 2018. O congelamento dos salários irá poupar R$ 9,8 bilhões dos cofres públicos.

As medidas já estão prontas, segundo apurou o Estadão/Broadcast, mas a área econômica considera mais adequado fazer o anúncio ao mesmo tempo em que divulgar a mudança das metas fiscais para 2017 e 2018.

Com a decisão, serão atingidos professores, militares, policiais, auditores da Receita Federal, peritos do INSS, diplomatas e oficiais de chancelaria e carreiras jurídicas. Ainda há a possibilidade de outras categorias serem incluídas no congelamento.



Outra medida tomada pelo governos será a limitação do salário inicial de novos servidores, que ficará restrito a R$ 5 mil. Também serão cortados benefícios como auxílio-moradia e ajuda de custo em casos de remoção.

Medida Provisória

A maior parte dos aumentos salariais de servidores foi aprovada ainda no ano passado pelo Congresso Nacional, e agora é preciso nova alteração legislativa para adiá-los para janeiro de 2019. O mais provável é que a proposta seja encaminhada em uma ou mais Medidas Provisórias (MPs), que têm vigência imediata. A medida traria uma economia de cerca de R$ 9 bilhões no ano que vem, ajudando a fechar as contas do Orçamento de 2018.


Recomendados para você


Comentários

Por Sônia Mendes,14/08/2017

Eu não falo nem pelos os servidores ativos, por que esses tem outros benefícios, não dependem muito de reajuste, falo pelo aposentados e pensionistas que já perderam muito ao logo desses governos corruptos, e agora vem esses falar em congelar um misero reajuste para cobrir um rombo irresponsável praticados por eles mesmos.

Por LYRA,13/08/2017

Essa para mim foi a melhor noticia da semana e, somente seria melhor se em seguida eles os ídolos dos paneleiros, anunciarem que vao aumentar seus próprios vencimentos em mais uns 50%. VIVA TEMER, VIVA GILMAR MENDES E VIVA TODO O RESYANTE DA QUADRILHA.

Por Greves neles!,13/08/2017

Pois é ............ não dará aumentos para repor parte da inflação por que custaria quase R$ 10 bilhões, mas dos R$ 17 bilhões das dívidas dos ruralistas "perdoou" R$12 bilhões, e deixará que paguem, apenas, R$ 5 bilhões em 7 anos e 11 meses. Ainda há dúvidas para quem esta quadrilha trabalha? Bem .............. a boa e velha greve para punir a cleptocracia instalada por Temer e sua quadrilha na câmara e no planalto! E em outubro de 2018, uma grande campanha contra os partidos golpistas de 2015.Temos que minimizar no congresso o PMDB, PSDB, DEM, PP, PSD e PTB, pelo bem do povo brasileiro!

Por Valdemir,12/08/2017

Só não falam em cortar salário de bandido !

Por João Imbecil do Brasil,12/08/2017

Politiqueiros IRRESPONSÁVEIS. A dupla MM, MICHEL e MEIRELES é só isso mesmo: IRRESPONSÁVEIS. Deram aumento que não podiam dar para não caírem por pressão de outra cambada de irresponsáveis: o funcionalismo público. Quero ver esta dupla arrancar dinheiro do sistema financeiro que nada de braçadas com as taxas de juros, e tem lucros bilionários a cada trimestre. No fim das contas, o brasileiro é um sonso: uma banda que apóia os bandidos do PT que querem tirar os antigos companheiros bandidos do PMDB. E do outro lado, o restante dos partidos, TODOS, que continuam mamando o dinheiro público com mais e mais corrupção. Do STF ao menor cargo público, não tem um que preste nesta metástase chamada Brasil!



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM