Jornal do Commercio
Cortes

Governo planeja congelar salários de servidores públicos em 2018

Com a medida, governo prevê poupar R$ 9,8 bilhões no Orçamento de 2018

Publicado em 12/08/2017, às 09h17

Governo terá que aprovar uma medida provisória para colocar em prática congelamento de salários / Foto: Agência Brasil
Governo terá que aprovar uma medida provisória para colocar em prática congelamento de salários
Foto: Agência Brasil
Estadão Conteúdo

O governo deixou para a próxima segunda-feira (14) o anúncio oficial do pacote de medidas para conter gastos com funcionalismo, entre elas o congelamento dos reajustes dos servidores do Executivo que estão previstos para 2018. O congelamento dos salários irá poupar R$ 9,8 bilhões dos cofres públicos.

As medidas já estão prontas, segundo apurou o Estadão/Broadcast, mas a área econômica considera mais adequado fazer o anúncio ao mesmo tempo em que divulgar a mudança das metas fiscais para 2017 e 2018.

Com a decisão, serão atingidos professores, militares, policiais, auditores da Receita Federal, peritos do INSS, diplomatas e oficiais de chancelaria e carreiras jurídicas. Ainda há a possibilidade de outras categorias serem incluídas no congelamento.



Outra medida tomada pelo governos será a limitação do salário inicial de novos servidores, que ficará restrito a R$ 5 mil. Também serão cortados benefícios como auxílio-moradia e ajuda de custo em casos de remoção.

Medida Provisória

A maior parte dos aumentos salariais de servidores foi aprovada ainda no ano passado pelo Congresso Nacional, e agora é preciso nova alteração legislativa para adiá-los para janeiro de 2019. O mais provável é que a proposta seja encaminhada em uma ou mais Medidas Provisórias (MPs), que têm vigência imediata. A medida traria uma economia de cerca de R$ 9 bilhões no ano que vem, ajudando a fechar as contas do Orçamento de 2018.


Recomendados para você


Comentários

Por ZYJ,22/09/2017

Dinheiro pra fundo partidário tem, mas pra reajustar os salarios dos servidores, zero. Afinal, esperar o quê desses canalhas? Quando o povo acordar, se é que isso vá acontecer, o país estará sem calças visto que as mesmas foram repartidas entre os americanos e os chineses.

Por Sônia Mendes,14/08/2017

Eu não falo nem pelos os servidores ativos, por que esses tem outros benefícios, não dependem muito de reajuste, falo pelo aposentados e pensionistas que já perderam muito ao logo desses governos corruptos, e agora vem esses falar em congelar um misero reajuste para cobrir um rombo irresponsável praticados por eles mesmos.

Por LYRA,13/08/2017

Essa para mim foi a melhor noticia da semana e, somente seria melhor se em seguida eles os ídolos dos paneleiros, anunciarem que vao aumentar seus próprios vencimentos em mais uns 50%. VIVA TEMER, VIVA GILMAR MENDES E VIVA TODO O RESYANTE DA QUADRILHA.

Por Greves neles!,13/08/2017

Pois é ............ não dará aumentos para repor parte da inflação por que custaria quase R$ 10 bilhões, mas dos R$ 17 bilhões das dívidas dos ruralistas "perdoou" R$12 bilhões, e deixará que paguem, apenas, R$ 5 bilhões em 7 anos e 11 meses. Ainda há dúvidas para quem esta quadrilha trabalha? Bem .............. a boa e velha greve para punir a cleptocracia instalada por Temer e sua quadrilha na câmara e no planalto! E em outubro de 2018, uma grande campanha contra os partidos golpistas de 2015.Temos que minimizar no congresso o PMDB, PSDB, DEM, PP, PSD e PTB, pelo bem do povo brasileiro!

Por Valdemir,12/08/2017

Só não falam em cortar salário de bandido !



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM