Jornal do Commercio
Câmara

Câmara abre nova sessão para tentar votar fundo de campanha e sistema eleitoral

Texto da reforma política prevê, além do fundo especial para financiar campanhas, o sistema 'distritão com legenda' para 2018 e 2020

Publicado em 13/09/2017, às 22h37

Os parlamentares vão colocar em votação uma emenda aglutinativa que tem o apoio de partidos como PSDB, PT, PMDB e PP / Luis Macedo / Câmara dos Deputados
Os parlamentares vão colocar em votação uma emenda aglutinativa que tem o apoio de partidos como PSDB, PT, PMDB e PP
Luis Macedo / Câmara dos Deputados
Estadão Conteúdo

Após horas de discussão em torno de um texto consensual para a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que cria um fundo público de financiamento de campanha e altera o sistema eleitoral, o plenário da Câmara abriu uma nova sessão para tentar votar ainda nesta quarta-feira (13) a reforma política. Não há previsão de término da sessão.

Os parlamentares vão colocar em votação uma emenda aglutinativa que tem o apoio de partidos como PSDB, PT, PMDB e PP. As bancadas de PR, PRB e de partidos pequenos fazem obstrução.

O texto proposto prevê, além do fundo especial para financiar campanhas, o sistema "distritão com legenda" para 2018 e 2020. O sistema distrital misto entraria em vigor em 2022.

Os principais pontos propostos na emenda aglutinativa são os seguintes:

Fundo Especial de Financiamento da Democracia

Os deputados querem a criação de um fundo público para financiamento de campanha. Não está definido o valor que esse fundo terá. Essa discussão será feita durante a elaboração do Orçamento no Congresso. As regras para a distribuição dos recursos do fundo devem ser estipuladas por projeto de lei. A administração do fundo caberá ao TSE.



Distritão com legenda

O sistema majoritário foi adaptado para receber o apoio do PT e valerá, se aprovado, para as eleições presidenciais de 2018 e municipais de 2020. Pelo sistema, cada Estado ou município vira um distrito eleitoral e são eleitos os candidatos mais votados dentro do distrito. O eleitor, no entanto, pode votar também na legenda.

Distrital misto

Pela proposta, a partir de 2022 o sistema eleitoral que valerá será o distrital misto. O modelo é uma mistura dos sistemas proporcional e majoritário. Com isso, o eleitor vota duas vezes: em um candidato do distrito e em uma lista fechada de candidatos estabelecida pelos partidos. Metade das vagas vai para os candidatos mais votados nos distritos, a outra para candidatos da lista. O novo sistema também permite que o candidato dispute diversos cargos ao mesmo tempo: a deputado pelo voto distrital, a deputado na lista fechada de seu partido e ainda a um cargo no Executivo. Na prática, um político poderá perder a eleição para o cargo de governador e, mesmo assim, ser eleito a deputado federal no mesmo pleito.

Data da posse

A emenda propõe que a posse do presidente passe a ser realizada no dia 7 de janeiro, e não mais no dia 1º de janeiro. A posse de governadores e prefeitos mudaria para o dia 6 de janeiro.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM