Jornal do Commercio
DEPOIMENTO

Lula chega para ser interrogado por Moro pela 2ª vez

O ex-presidente foi ovacionado e escoltado por militantes e lideranças petistas

Publicado em 13/09/2017, às 14h46

Lula chegou de carro, desceu para abraçar e cumprimentar os manifestantes / Foto: Ricardo Stuckert/Twitter/Lula
Lula chegou de carro, desceu para abraçar e cumprimentar os manifestantes
Foto: Ricardo Stuckert/Twitter/Lula
Estadão Conteúdo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou às 13h45 à Justiça Federal, em Curitiba, para ser interrogado pelo juiz federal Sérgio Moro, nos processos da Operação Lava Jato, sobre acerto de R$ 12 milhões de propinas da Odebrecht em benefício próprio.

O ex-presidente foi ovacionado e escoltado por militantes e lideranças petistas. Cerca de 300 apoiadores estão nos pontos de bloqueio feitos pela Polícia Militar, nas ruas próximas ao prédio da Justiça.

Lula chegou de carro, desceu para abraçar e cumprimentar os manifestantes, e voltou para o veículo. Aplaudido, ele passou por um corredor de petistas e policiais até a entrada da Justiça, que só pode ser acessada por quem tem audiências marcadas ou trabalha no local.

O ex-presidente será interrogado em ação penal em que é acusado de crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro pelo recebimento de propinas da Odebrecht, de forma dissimulada, com a doação de um terreno de R$ 12 milhões para o Instituto Lula e de um apartamento de R$ 500 mil vizinho ao que ele mora, em São Bernardo do Campo (SP). O Ministério Público Federal sustenta que era contrapartida por contratos na Petrobras.



Lula foi condenado por Moro em julho no processo do triplex do Guarujá (SP) a 9 anos e 6 meses de prisão - ele recorre em liberdade - por receber propinas da OAS.

Além de Lula, Moro ouve nesta quarta-feira (13) o depoimento do ex-assessor de Palocci Branislav Kontic. O ex-presidente será interrogado primeiro. Em maio, a audiência durou cerca de 5 horas.

Manifestantes

O PT espera 5 mil pessoas para um ato em defesa do ex-presidente marcado para as 19h, na Praça Generoso Marques, na região central de Curitiba. Desde cedo, os cerca de 40 ônibus com manifestantes chegam à cidade. Os apoiadores concentram-se no local do evento e no entorno do prédio da Justiça Federal, que está bloqueado.

Cerca de 1 mil policiais fecharam as ruas de acessos às 19h30 e só moradores, imprensa e quem trabalha ou precisa ir ao fórum pode entrar no perímetro. Em maio, no primeiro depoimento de Lula, cerca de 10 mil pessoas invadiram Curitiba, para manifestações.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM