Jornal do Commercio
LAVA JATO

Empresário confirma a Moro que recibos de Lula foram assinados de uma vez em hospital

Documentos passaram a ser questionados por conta de erros de grafia e datas inexistentes

Publicado em 28/09/2017, às 20h42

Lula é acusado de ter recebido o imóvel da construtora Odebrecht / Valter Campanato/Agência Brasil
Lula é acusado de ter recebido o imóvel da construtora Odebrecht
Valter Campanato/Agência Brasil
JC Online

O empresário Glauco da Costa Marques confirmou, em petição protocolada na Justiça Federal do Paraná, que só começou a receber os pagamentos referentes ao aluguel de imóvel vizinho a apartamento do ex-presidente Lula, em São Bernardo do Campo, no ano de 2015. Segundo ele, todos os recibos daquele ano foram assinados num período incerto, que vai de 7 a 29 de dezembro, enquanto internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

"O pagamento de alugueres, esclareça-se, só começou a ocorrer após visita do Dr. Roberto Teixeira (advogado de Lula) ao defendente, quando este estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde Glaucos se submeteria a intervenção cardiovascular. Foi nesta visita que o referido advogado informou-o de que os alugueres passariam a ser pagos regularmente. Em dia próximo, seguinte à visita do Dr. Roberto Teixeira, em data não exatamente precisada, mas entre 07/12/2015 e 29/12/2015 Glaucos também recebeu, no Hospital Sírio-Libanês, a visita do contador João M. Leite, que foi colher as assinaturas nos recibos, referentes ao ano de 2015", esclareceu a defesa do empresário na petição protocolada nesta quinta-feira (28).

Recibos

Os recibos entregues pela defesa de Lula passaram a ser alvo de questionamentos após erros de grafia e datas inexistentes serem apontadas nos documentos. Os recibos, seguindo a intenção da defesa, comprovam a relação privada de aluguel do imóvel, locado em nome da ex-primeira-dama Marisa Letícia.



Segundo o Ministério Público, Lula teria recebido o imóvel, bem como um terreno, também em São Bernardo, da Odebrecht, como benesse concedida por conta de um esquema de favorecimento da empreiteira em 8 contratos da Petrobras.

Em nota, o advogado do petista disse que os questionamentos são uma "tentativa de transformar os recibos no foco principal da ação, numa clara demonstração de que nem o Ministério Público nem o juízo encontraram qualquer materialidade para sustentar as descabidas acusações formuladas contra Lula em relação aos contratos da Petrobras".

Glauco ainda solicita a Sérgio Moro "a expedição de ofício ao Hospital Sírio-Libanês, na cidade de São Paulo, para que informe os dados relativos ao registro de  visitas ao hospital, referentes ao período de 22/11/2015, data da internação do empresário naquele hospital e 29/12/2015, data da alta hospitalar, com ênfase nos visitantes Dr. Roberto Teixeira e Sr. João M. Leite".


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vidas Compartilhadas Vidas Compartilhadas
O JC apresenta o mundo da doação e dos transplantes de órgãos pelas vozes de pessoas que ensinam, mesmo diante das adversidades, a recomeçar a vida quantas vezes for preciso.
JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM