Jornal do Commercio
ELEIÇÕES

É cedo para discutir candidatura de Huck, diz estrategista

Segundo o estrategista do mercado financeiro, Celson Plácido, é natural que ele tenha alto índice de aprovação

Publicado em 23/11/2017, às 12h09

Huck tem 60% de aprovação na Pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos / Foto: Divulgação
Huck tem 60% de aprovação na Pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos
Foto: Divulgação
Estadão Conteúdo

A aprovação de 60% do apresentador de TV Luciano Huck na Pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos é natural, ainda que seja muito cedo para uma discussão sobre os nomes e as candidaturas mais fortes para as eleições de 2018. A avaliação é do estrategista-chefe da XP Investimentos, Celson Plácido. "É muito natural ele (Luciano Huck) ter uma rejeição baixa", disse Plácido, observando que o apresentador nunca atuou como líder político ou ocupou cargo público executivo. "Mas é preciso dizer que ainda é muito cedo para falar sobre nomes", disse.



O estrategista argumentou que a expectativa dos agentes do mercado financeiro é vislumbrar candidatos reformistas entre os futuros presidenciáveis. Ele observa que os candidatos "outsiders", ou seja, que nunca estiveram na política ou em algum cargo executivo, são mais imprevisíveis. "Mas ainda estamos tão distantes dessa discussão. Esse debate político vai ganhar força mesmo lá por março", avaliou Plácido.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM