Jornal do Commercio
INVESTIGAÇÃO

Meirelles avalia que investigação sobre Temer não atrapalha o governo

Michel temer teve seu sigilo bancário quebrado durante a investigação do Decreto dos Portos

Publicado em 14/03/2018, às 16h08

"Não, do meu ponto de vista acredito que não atrapalha o governo. O governo continua trabalhando com toda eficiência e transparência", comentou
Foto: ABr
Estadão Conteúdo

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta quarta-feira (14) que as investigações contra o presidente Michel Temer no Supremo Tribunal Federal (STF) não estão atrapalhando o funcionamento do governo e reforçou previsões da equipe econômica que apontam para um crescimento de 3% da economia brasileira neste ano, com a geração de 2,5 milhões de postos de trabalho. Meirelles participa nesta tarde da edição latino-americana do Fórum Econômico Mundial, em São Paulo.

"Não, do meu ponto de vista acredito que não atrapalha o governo. O governo continua trabalhando com toda eficiência e transparência. Isso é uma questão a ser trabalhada no âmbito jurídico", comentou o titular da Fazenda a respeito da quebra do sigilo bancário do presidente Temer no processo que investiga o Decreto dos Portos.

Questionado sobre como a possibilidade de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderia influenciar o cenário eleitoral, Meirelles disse que o assunto é de responsabilidade do Judiciário e não deve ser politizado.



Mais uma vez, Meirelles destacou que o Brasil já saiu da recessão e que as reformas estão mudando estruturalmente a economia. O teto de gastos, exemplificou, vai reduzir o tamanho do Estado e melhorar a qualidade do serviço público.

Ele também confirmou que o governo brasileiro avalia medidas a serem tomadas frente à sobretaxação de importação de aço e alumínio anunciada pelos Estados Unidos, mas frisou que a barreira não afeta a perspectiva de crescimento econômico deste ano. "É uma medida evidentemente negativa", disse o ministro. "Estamos estudando do ponto de vista do Brasil quais são as medidas a serem tomadas, podendo fazer uma ação junto à Organização Mundial do Comércio."

Os Estados Unidos sinalizaram disposição em negociar, disse o ministro, mas ainda não ficou claro em que ponto giraria essa negociação. "Acredito que nem as autoridades econômicas americanas ainda têm clareza de qual seria essa negociação que o presidente americano tem em mente."


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe
As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus As Paixões de José Pimentel, o eterno Jesus
O JC preparou um hotsite especial em homenagem ao ator e diretor Jose Pimentel, o eterno Jesus Cristo do teatro pernambucano
Nordeste Renovável Nordeste Renovável
Com a força dos ventos e a incidência solar, o Nordeste desponta como oásis. Não só para o turismo, nem apenas no Litoral. Na geração de energia sustentável está a nova fonte de riqueza da Região, principalmente no interior

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM