Jornal do Commercio
JULGAMENTO

'Queremos que a Justiça funcione para todos', diz líder do PSDB

De acordo com o deputado Nilson Leitão, o senador Aécio Neves se explicou de forma ética Justiça

Publicado em 17/04/2018, às 10h05

O senador disse que vê a democracia funcionando / Foto: George Gianni/Divulgação
O senador disse que vê a democracia funcionando
Foto: George Gianni/Divulgação
Estadão Conteúdo

O deputado Nilson Leitão, líder da bancada do PSDB na Câmara, disse na manhã desta terça-feira (17), em entrevista à Rádio Eldorado , que espera que a Justiça funcione para todos, quando indagado sobre o julgamento de hoje, pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), da ação que pode tornar réu por corrupção passiva e obstrução de Justiça o senador Aécio Neves (PSDB-MG), ex-presidente nacional da sigla. 

Na avaliação do líder tucano, Aécio explicou a situação em que é acusado pela PGR, "de forma ética e não de forma antirrepublicana", como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que está preso há cerca de dez dias em Curitiba.

Fazendo coro a Aécio, Nilson Leitão argumentou que o empresário Joesley Batista, do Grupo J&F, gravou "todo mundo de forma dissimulada e sorrateira" e o correligionário assumiu seus erros



Explicação

O senador tucano se defendeu, dizendo estar arrependido de ter usado um vocabulário inadequado, na gravação em que aparece pedindo R$ 2 milhões a Joesley. Disse ainda que o dinheiro foi resultado de um empréstimo "impróprio", que cometeu um erro e foi ingênuo, vítima de uma armação. Para o deputado do PSDB, caso a Primeira Turma do STF torne Aécio réu, ele terá condições de se defender e, só então, "o partido irá avaliar essa nova situação".

Na entrevista, o líder tucano disse que seu partido não irá tomar nenhuma atitude porque vê "democracia funcionando". O deputado criticou o partido adversário e seu maior líder, destacando que eles agiram diferente, com "baderna, barulho, invasões" e Lula se portando como um semideus. "No caso de Lula esperamos uma condenação de fato, até porque ele foi julgado em algumas instâncias, no caso do Aécio, é apenas o início de uma discussão jurídica."

O líder do PSDB na Câmara defendeu ainda o presidenciável da sigla, ex-governador Geraldo Alckmin, que é apontado em inquérito como suposto beneficiário de R$ 10,7 milhões da Odebrecht nas campanhas de 2010 e 2014, remetido para a Justiça Eleitoral. "Alckmin nunca foi envolvido na Lava Jato", frisou.

 


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por aldir,17/04/2018

mais fácil eu, que não sou bandido, ir preso que algum do PSDB. Justiça no brasil é partidaria e o partido todos sabem qual é

Por ronaldo,17/04/2018

Cadê aqueles mamulengos, adestrados pela mídia golpista, que viviam de camisas amarelinhas,na orla da praia de Boa Viagem, batendo panelinhas contra os "ATOS DE CORRUPÇÃO"???? Morreram??? Viajaram??? Estão nos shoppings aproveitando as liquidações??? Ou é porque QUANDO O LADRÃO É DO LADO DELES, ELES" NÃO NOTAM????? Apareçam,viu,seus "santinho$$$$""!!!!!! Estamos lhes aguardando,mas não esqueçam de levar a turminha da ALA DO BLOCO BEM GRANDÃO,CHAMADA DE "SOMO$ TODO$ CUNHA"!!!!!!!

Por José Carlos Arruda,17/04/2018

SINCERAMENTE, LADRÃO QUE DEFENDE LADRÃO, ESSES CARAS SÓ VÃO PARA O CONGRESSO PARA LEGISLAR EM CAUSA PRÓPRIA, ROUBA, ROUBA E ROUBA E DEPOIS FINGE QUE ESTÁ DOENTE, EITA BRASILZINHO DESMORALIZADO, SE FOSSE UM PAI DE FAMÍLIA QUE TIRASSE UMA LATA DE SARDINHA PARA MATAR SUA FOME VAI APANHAR E PARA A CADEIA, ESSES LADRÕES DE GRAVATA ROUBAM TANTO QUE FICAM TODOS SINICOS. E COM AS CARAS DESLAVADAS.

Por Osvaldo,17/04/2018

Se com Lula só as delações foram suficientes para prendê-lo, com Aécio, as delações, gravações e filmagens deverão condená-lo a morte! Veremos como a se comportará a turma do STF neste caso. Veremos se Aécio e o PSDB continuará intocáveis pela justiça.

Por Observador,17/04/2018

Para todos os nossos inimigos, era a frase na integra...



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Recife em Transformação Recife em Transformação
A cidade e o desafio de traçar o seu futuro
Zika em mil dias Zika em mil dias
Já se passaram quase 2 anos e meio desde que o JC anunciou a explosão de casos de recém-nascidos com microcefalia. Muitas dessas crianças já completaram os seus primeiros mil dias de vida. Famílias e especialistas revelam o que aconteceu nesse período
Logística e inovação Logística e inovação
Você sabe o que é logística? Ela parece invisível, mas está presente no nosso dia a dia, encurtando distâncias. Quando compramos uma maçã no supermercado, muitas vezes não nos damos conta do caminho que percorreu até chegar a nossas mãos

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM