Jornal do Commercio
ALVOS

PT e MDB também vão responder por improbidade

O PT, PP e MDB dividiam o controle das três principais diretorias da Petrobras

Publicado em 13/06/2018, às 13h01

Nesta ação, o MPF pede que o PP e os políticos sejam condenados a pagar R$ 2,3 bilhões / Foto: Divulgação/Justiça Federal em Curitiba
Nesta ação, o MPF pede que o PP e os políticos sejam condenados a pagar R$ 2,3 bilhões
Foto: Divulgação/Justiça Federal em Curitiba
Estadão Conteúdo

Depois do PP, PT e MDB também deverão ser alvo de ações de improbidade administrativa movidas pela força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. Os dois partidos dividiam com o PP o controle das três principais diretorias da Petrobras, por meio das quais, segundo o Ministério Público Federal, foram desviados mais de R$ 40 bilhões em propinas em 10 anos.

Na ação contra o PP e seus políticos, o MPF sustenta que a legenda, como pessoa jurídica, deve ser responsabilizada, "quer porque seus agentes receberam propina por meio de doações eleitorais simuladas, quer porque seus candidatos foram eleitos com financiamento irregular, quer porque a agremiação partidária recebeu recursos públicos via fundo partidário".

Nesta ação, o MPF pede que o PP e os políticos sejam condenados a pagar R$ 2,3 bilhões.

O MPF não comenta ações ainda não apresentadas, mas segundo apurou a reportagem, o valor a ser cobrado do PT deverá ser ainda maior. Segundo os processos criminais, a Diretoria de Serviços, controlada pelo partido, arrecadaria propinas em contratos de todas as áreas - não se restringindo a negócios de sua área -, por ser responsável por fazer contratos e gerenciar obras.



Segundo os procuradores da Lava Jato, o PP (e os demais partidos que ainda serão alvo de processo) "seria beneficiário do pagamento de propina a seus candidatos por meio de doações eleitorais fictícias".

Pela tese da acusação, "com mais dinheiro, o partido teria angariado mais cadeiras na Câmara - notadamente em virtude do sistema proporcional de votos -, assim como conquistado maior porcentual de recursos no Fundo Partidário". 

 


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Lopes,13/06/2018

Vejo um político e associo imediatamente isso a figura de um ladrão , corrupto e vigarista. Que classe política essa brasileira ! Se fizerem a árvore genealógica deles vão todos bater naqueles criminosos degregados enviados por Portugal e outras nações para o Brasil.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM