Jornal do Commercio
ALEPE

Possibilidade de greve da PM gera embate na Alepe

PMs e bombeiros realizam audiência nesta terça-feira (6)

Publicado em 05/12/2016, às 18h05

PMs e bombeiros vão se reunir nesta terça-feira para avaliar possível greve / Foto: JC Imagem
PMs e bombeiros vão se reunir nesta terça-feira para avaliar possível greve
Foto: JC Imagem
Paulo Veras

A assembleia dos policiais militares (PMs) e bombeiros que pode decidir por uma greve nesta terça-feira (6) levou governo e oposição a um embate na Assembleia Legislativa de Pernambuco nesta segunda (5). Líder da oposição, o deputado Silvio Costa Filho (PRB) pediu que o governador receba a corporação antes da assembleia para tentar chegar a um acordo. "Não é apenas o aumento salarial, mas as condições de trabalho", afirmou, criticando a falta de estrutura da Polícia Militar.

Também oposicionista, Edilson Silva (PSOL) também criticou o encaminhamento do governo às demandas dos militares. Teresa Leitão (PT) pediu para se prestar atenção para que a negociação da Polícia Militar não atrapalhe a da Polícia Civil; cujo acordo com o governo gerou uma proposta que ainda tramita na Alepe. Parte dos PMs querem equiparação.

GOVERNO

Em aparte, o líder do governo, Waldemar Borges (PSB), lembrou que o Estado já havia tido um entendimento com a PM em abril, que foi muito positivo diante do cenário de crise fiscal do País. O socialista defendeu que as demandas da PM não estão vinculadas com as da Polícia Civil. "Espera-se que em abril a gente possa reabrir essa discussão da PM", sinalizou Waldemar.

Após conversar com o líder do governo no plenário, Silvio Costa Filho afirmou no plenário que é preciso primeiro votar o acordo com a Polícia Civil e continuar discutindo um entendimento com os militares.

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM