Jornal do Commercio
OBRA

Tudo pronto para a presidente Dilma lançar a licitação do Arco Metropolitano

Governo do Estado fez força tarefa e derrubou os últimos entraves burocráticos à obra

Publicado em 26/04/2015, às 08h00

A via de 77 quilômetros será uma alternativa a BR 101, já travada pelo trânsito / JC Imagem

A via de 77 quilômetros será uma alternativa a BR 101, já travada pelo trânsito

JC Imagem

Carolina Albuquerque

A vinda da presidente Dilma Rousseff (PT) na terça (28) para a inauguração oficial da fábrica da Fiat Chrysler (Jeep), em Goiana, fez o governo estadual agilizar em dois tempos os entraves burocráticos que estavam no meio do caminho do Arco Metropolitano, principal obra viária que condicionou a instalação da fábrica em Pernambuco. Para se ter ideia dessa “força-tarefa”, um projeto de lei que altera uma legislação ambiental de 1986 foi aprovado com apenas três dias de tramitação na Assembleia Legislativa e amanhã a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) já envia ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes a licença ambiental prévia, pendente há meses. Esses eram os últimos obstáculos, por parte do Governo Estadual, para tornar a licitação da obra apta a ser lançada.

Válvula de escoamento da produção pólo industrial que se instalou no trecho norte da RMR, o Arco Metropolitano é sobretudo uma obra de forte interesse político. Em março de 2013, quando a tensão político-eleitorais começava a se aprofundar, a presidente anunciou que a União iria aportar os recursos necessários para construir os 77 quilômetros da estrada. Até então, o ex-governador Eduardo Campos pretendia viabilizar a sua promessa ao grupo Fiat através de uma Parceria Público Privada (PPP). Em dois anos, no entanto, a licitação esbarrou em inúmeros bloqueios, político-econômicos e burocráticos. 

Agora, aproveitando visita da presidente, o governador Paulo Câmara (PSB) deu ordem expressa ao seu secretariado para que a petista encontrasse o terreno fértil para dar avanço às obras. A expectativa é que ela anuncie a licitação por várias vezes prometida e adiada do lote 2, que liga São Lourenço da Mata a Suape. Num clima favorável, o Dnit, órgão federal, após meses de entrave, conseguiu entregar a documentação necessária à CPRH na última semana – disso dependia a licença ambiental. 

Numa outra frente, o governo estadual enviou, em regime de urgência, o projeto 130, que altera lei de 1986 (a qual trata de limites nas áreas de proteção dos mananciais de interesse da Região Metropolitana do Recife). Em tempo recorde, a matéria só precisou de três dias de tramitação na Alepe para ser aprovada, apesar da queixa da oposição do pouco tempo para o debate. O projeto autoriza que o traçado da via corte uma área de cultivo de cana de açúcar, em Moreno. “O governo federal vinha dando desculpas esfarrapadas. Agora não terá o que dizer”, disse o deputado estadual Aluísio Lessa (PSB), da base governista. 

“Nós imaginamos que o governo federal vai fazer essa obra. A presidente anunciou que ia fazer, e estamos ajudando”, comentou o secretário de Meio Ambiente, Sérgio Xavier. 





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Prêmio ISS Recife Prêmio ISS Recife
Principal item da receita própria dos municípios, o Imposto Sobre Serviços (ISS) entra no cofre das prefeituras tanto para custear despesas quanto para viabilizar investimentos nas cidades.
#ConexãoPelaVida #ConexãoPelaVida
Há quase dois séculos, o Real Hospital Português mantém a sua atenção voltada para o bem-estar dos pacientes. Conheça um pouco mais sobre a instituição médica que aos 162 não para de se modernizar
Agreste Empreendedor Agreste Empreendedor
O Agreste pernambucano é a região que mais cresce em Pernambuco. E, por incrível que pareça, a força motriz que puxou esse desenvolvimento foi o empreendedorismo.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM