Jornal do Commercio
mesmo no recesso

Alepe vai fiscalizar hospitais no combate à microcefalia

Assembleia Legislativa criou uma comissão especial para acompanhar as ações de combate à doença e ao mosquito aedes aegypti

Publicado em 16/12/2015, às 07h00

Para Socorro Pimentel (PSL), que presidirá comissão, surto de microcefalia terá efeitos de longo prazo em Pernambuco / Foto: Roberto Soares/Alepe

Para Socorro Pimentel (PSL), que presidirá comissão, surto de microcefalia terá efeitos de longo prazo em Pernambuco

Foto: Roberto Soares/Alepe

Paulo Veras

Deputados estaduais prometem aproveitar o recesso parlamentar para vistoriar hospitais e fiscalizar de perto as ações de combate à microcefalia em Pernambuco. Uma comissão especial para acompanhar a doença foi criada nessa segunda-feira (15) pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) e começará a trabalhar na próxima semana. As primeiras visitas serão às UPAs e aos centros de referência para acompanhar os casos de microcefalia: os hospitais Osvaldo Cruz, Barão de Lucena, Imip. Os deputados querem conhecer o diagnóstico e o tratamento dos casos e verificar eventuais deficiências no enfrentamento à doença.

Mais de 900 casos suspeitos de microcefalia já foram notificados em Pernambuco em 2015; número muito superior aos 12 casos do ano passado. O surto está relacionado ao zika vírus, uma das doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti, como a dengue e a chikungunya. “Queremos ver in loco as ações de combate ao vetor. São os larvicidas, as vacinas que vão ser instituídas no Estado e como está a questão dos repelentes para grávidas. Se a gente não fizer esse combate de forma contundente, não vamos acabar com essas doenças”, adiantou Socorro Pimentel (PSL), que presidirá a comissão.

Outra preocupação é com a população quedo interior, mais distante dos hospitais de referência. Para a deputada, o surto terá repercussões de longo prazo, inclusive para o planejamento financeiro do Estado na área de saúde.

A comissão será compostas pelos médicos Clodoaldo Magalhães (PSB), Simone Santa (PSB), Dr. Valdi (PP) e Odacy Amorim (PT), presidente da Comissão de Saúde. Ela terá 90 dias para concluir os trabalhos.

RECIFE - O combate à microcefalia também será debatido na Câmara do Recife, que realiza uma audiência pública na próxima sexta-feira (18), às 9h, com infectologistas e representantes do Ministério da Saúde, do Estado e da prefeitura da capital. “Os cérebros das crianças com microcefalia apresentam calcificações e as mães estão desesperadas. Como médica, estou assustada com a qualidade de vida dos pacientes”, afirmou Vera Lopes (PPS), que convocou o encontro.




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

O Mundo de Rafa O Mundo de Rafa
Rafael foi diagnosticado com síndrome de Asperger apenas aos 11 anos. Seus desenhos contam pedaços muito importantes da sua história. Exprimem momentos de alegria, de comemoração e também de desabafo, de dor
Gastos dos parlamentares pernambucanos Gastos dos parlamentares pernambucanos
Os deputados federais da bancada pernambucana gastaram, no 1º semestre deste ano, R$ 5,1 milhões em verbas de cotas parlamentares. Já os senadores gastaram R$ 692 mil. Os dados foram coletados com base no portal da transparência da Câmara e do Senado
Um metrô ainda renegado Um metrô ainda renegado
São 32 anos de operação e uma eterna luta por sobrevivência. Esse é o metrô do Recife

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM