Jornal do Commercio
Ação popular

Advogados pedem cancelamento do show de Wesley Safadão no São João de Caruaru

Apresentação está marcada para o dia 25 de junho na programação

Publicado em 21/06/2016, às 21h46

Show de Wesley Safadão está marcado para o dia 25 de junho em Caruaru / divulgação
Show de Wesley Safadão está marcado para o dia 25 de junho em Caruaru
divulgação
JC Online

O show de Wesley Safadão, previsto o próximo sábado (25) no São João de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, pode não acontecer. O motivo é uma ação popular, com pedido de liminar, de autoria dos advogados Dimitre Bezerra, Ewerton Bezerra e Marcelo Rodrigues, solicitando o cancelamento da apresentação.

De acordo com um dos autores da ação, Dimitre Bezerra, foram comparados os valores de shows realizados no mesmo período em outras cidades do Nordeste. "Existe uma disparidade muito grande do cachê. A sociedade precisa de uma satisfação e só quem pode dar é a Justiça", afirmou.

O cachê de Safadão na Capital do Forró seria de R$ 575 mil, enquanto em Campina Grande o valor seria de R$ 195 mil; uma diferença de quase 300%.

A ação foi distribuída para a Primeira Vara da Fazenda Pública da Comarca de Caruaru. Os réus são o prefeito do município, José Queiroz, e a presidente da Fundação de Cultura de Caruaru, Lúcia Lima.

Na segunda-feira (20), o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e o Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO) notificaram o prefeito de Caruaru, José Queiroz (PDT), para prestar esclarecimentos sobre os valores repassados. De acordo com os órgãos, também houve diferenças nos cachês de Elba Ramalho e da banda Aviões do Forró.

No próximo dia 29, o cearense será uma das atrações do Jogo do Bem, evento beneficente na Arena de Pernambuco que contará também com a presença do meia pernambucano Hernanes e do meia do Lucas, do Paris St. Germain.

Recomendados para você


Comentários

Por ZOG,22/06/2016

A prefeitura de Caruaru paga os seus serviços com o dinheiro do povo de Caruaru, óbvio. Portanto, deve satisfação ao povo da cidade. Pagar mais de 500 mil Reais por uma única apresentação parece, sem entrar no mérito, uma temeridade financeira no momento difícil que passa o Agreste pernambucano. Mesmo que parte do pagamento venha de PPPs, o contribuinte caruaruense merece uma BOA explicação. Uma que vá além das disputas políticas locais e estaduais para 2016. No mais, é lamentável que os festejos juninos da grande caruaru necessitem de apresentar artistas de forró cearense para concorrer com os eventos de outras cidades e capitais. Lamentável. Att. ZOG.

Por Edson Rezende,22/06/2016

Realmente um show no valor cobrado pelo Artista Wesley para uma cidade de um Município tão carente como caruaru é caríssimo, não estamos avaliando a qualidade do artista mas sim outras prioridade que o povo necessita, mas como estamos no país de ladroes e negociatas e mentirosos pague-se e faça-se o povo feliz.

Por Carol,22/06/2016

acho justo sim o preço,agora esse advogados tantas coisa para investigar, logo em cima do evento onde muito gente estava se programando para ir não vai mas acontecer isso só vai prejudicar a cidade pq ninguém vai mas confiar na programação de caruaru . e outra coisa gente veja as datas como são diferente em caruaru no sábado dia 25/06/2016 em campina grande dia 01/07/2016, onde quase ninguém vai ter condições de ir.pare advogados de graça vcs quer comparar os dias.

Por Renan ronaldo,22/06/2016

sim pessoal ai quando o prefeito não traz nada voces ficam falando ele deve sim se apresentar nota 0 para os advogados o prefeito estar de parabéns tem outros casos piores como o da lava jato e outros muitos piores para gente por favor. ele não estar roubando não estar apenas pagando a uma atração

Por Marcos Macedônio ,22/06/2016

Este é o rumo de um Povo sem rumo. Festas, farras, fanfarras etc. Novelas, balelas e bagatelas dada ás massas diariamente. Enquanto isto a população - tola e tosca - vai vivendo sem pão, sem chão, sem educação, sem opinião, sem representação política digna, conduzida por escroques e gatunos dispostos a tirarem tudo do Povo, fraco, falido e faminto. Governos e governadores dizendo que seus governos não tem mais recursos para investir na SAÚDE, SEGURANÇA, HABITAÇÃO, EDUCAÇÃO, como é o caso do governador do Rio de Janeiro, Pezão, no entanto gastaram tanto com estádios, copa, olimpíadas e tantas outras formas de alienação social. Ainda estão dizendo que este é o País do futura. Mas que futuro é este? Quando ele chegará?



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Educação, emprego e futuro Educação, emprego e futuro
Investir em educação é um pressuposto para o crescimento econômico, a geração de empregos e o aumento da renda. Aos poucos, empresas dos mais variados setores entram numa engrenagem antes formada apenas pelo poder público.
Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM