Jornal do Commercio
Eleições

Em passeata, Geraldo Julio enaltece segurança no Recife

Para prefeito-candidato, a violência é um problema nacional e não apenas local

Publicado em 11/09/2016, às 14h20

Geraldo Julio esteve no bairro da Guabiraba junto com o vereador Felipe Francismar / Foto: Marcela Balbino/JC
Geraldo Julio esteve no bairro da Guabiraba junto com o vereador Felipe Francismar
Foto: Marcela Balbino/JC
Da Editoria de Política
Com informações da repórter Marcela Balbino

Apesar dos recentes casos de violência na capital pernambucana, o prefeito-candidato Geraldo Julio (PSB) preferiu enaltecer neste domingo (11) o trabalho realizado pelo seu governo na área. O tema veio à tona após críticas dos outros candidatos sobre a falta de segurança no município. O socialista esteve hoje em campanha pelo bairro da Guabiraba, na Zona Norte do Recife.

Geraldo fez questão de declarar que o problema da violência é algo nacional, e não apenas local. "Ela (violência) está aumentando em todos os estados. Existem muitas capitais do Nordeste mais violentas que o Recife", anunciou. "Colocamos 170 câmeras e nomeamos 320 guardas municipais. Pela primeira vez, a Prefeitura enfrentou o crack", continuou.

Não é a primeira vez que Geraldo Julio fala sobre violência. Durante a sabatina realizada na Rádio Jornal, no último dia 30 de agosto, ele afirmou que a gestão do ex-prefeito João da Costa (PT) "lavava as mãos" para o tema. 

Candidatos como Priscila Krause (DEM) foram às redes sociais para criticar a falta de segurançana cidade. Segundo Priscila, a responsabilidade da segurança pública é do prefeito. Ela defendeu, em vídeo, que é necessário reestruturar a Guarda Municipal.

VEJA VÍDEO DE PRISCILA KRAUSE COM PROPOSTAS PARA SEGURANÇA

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva
Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção Rodoviários: ''máquinas'' sem manutenção
Carga horária excessiva, más condições de trabalho, terminais sem estrutura apropriada e os riscos ocupacionais aos quais estão submetidos. O transporte rodoviário está em quarto lugar entre as profissões com mais com comunicações de acidentes de trabalh
#UmaPorUma #UmaPorUma
Existe uma história para contar por trás de cada assassinato de mulher em Pernambuco. Uma por uma, vamos contar todas. Mapear onde as mataram, as motivações do crime, acompanhar a investigação e cobrar a punição dos culpados. Um banco de dados virtual.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM