Jornal do Commercio
PCR

Prefeitura do Recife espera empréstimo do Banco Mundial para 2017

Secretário de Finanças, Ricardo Dantas, afirmou que reuniões com o Banco Mundial têm sido feitas para que o empréstimo seja viabilizado

Publicado em 06/10/2016, às 13h58

Secretário de Finanças, Ricardo Dantas, disse que o governo municipal aguarda o fim das eleições para retomar as negociações / Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Secretário de Finanças, Ricardo Dantas, disse que o governo municipal aguarda o fim das eleições para retomar as negociações
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Edson Mota

O secretário de Finanças do Recife, Ricardo Dantas, afirmou nesta quinta-feira (6) que o poder Executivo aguarda o fim das eleições municipais para retomar as negociações em torno do empréstimo milionário da Prefeitura com o Banco Mundial (Bird). "Iniciado o período eleitoral, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) veda a contratação de operações de crédito. Então hoje não temos como andar com essa operação", afirmou. O repasse gira em torno de US$ 220 milhões.

Ricardo Dantas disse ainda que reuniões têm sido feitas para que o assunto volte à discussão. "Estamos aguardando o pleito encerrar para que o município volte a tratar do assunto e viabilizar o ingresso desse recurso ainda em 2017", conta.

O processo de empréstimo se arrasta há três anos. O prefeito Geraldo Julio (PSB) chegou a enviar um representante a Brasília para cuidar pessoalmente das operações de crédito, sem sucesso.

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM