Jornal do Commercio
FINANÇAS

Estado paga primeira parcela do 13º salário dia 30 de novembro

Gratificação será paga em duas etapas uma no dia 30 deste mês e outra no dia 20 de dezembro

Publicado em 21/11/2016, às 17h01

Governador Paulo Câmara anuncia pagamento do 13º dos servidores / Foto: Heudeus Régis/JC Imagem
Governador Paulo Câmara anuncia pagamento do 13º dos servidores
Foto: Heudeus Régis/JC Imagem
Da Editoria de Política
Com informações de Paulo Veras

O governador Paulo Câmara (PSB) anunciou na tarde desta segunda-feira (21) que o Estado pagará a primeira parcela do 13º salário dos servidores estaduais no próximo dia 30 e que a segunda ficará para o dia 20 de dezembro, no limite estipulado pela legislação para quitação da gratificação.

Serão R$ 416 milhões em cada uma das parcelas do 13º. Paulo Câmara também confirmou que os salários do mês de novembro serão quitados no dia 5 de dezembro e que os salários de dezembro serão pagos no início de janeiro.

A folha salarial do Estado custa R$ 832 milhões por mês. Os recursos que chegaram aos cofres estaduais fruto do projeto de repatriação aprovado no Congresso, em torno de R$ 230 milhões, viabilizaram o pagamento do 13º, afirmou o governador, que tratou do tema durante um evento no Palácio do Campo das Princesas em homenagem ao Dia da Consciência Negra.

As informações passadas por Paulo Câmara devem por fim à expectativa dos servidores depois que o secretário Milton Coelho (Administração) veio a público, por duas vezes nos últimos 30 dias, declarar que o Estado não tinha arrecadado recursos suficientes para honrar o 13º dos servidores.

Recomendados para você


Comentários

Por Fernando Antonio Lima Cordeiro,30/11/2016

Danado é que o Paulo Câmara só tava brincando de esconde esconde. Ele e o Milton Coelho. Milton dizia que não tinha dinheiro, Paulo disse que tinha dinheiro. NÃO TINHA DINHEIRO NÃO! Pelo menos hoje, dia 30 de novembro de 2016, esse pagamento não apareceu no BRADESCO até as 22:56h.

Por luiz ,22/11/2016

governo sério é assim!

Por RÔMULO FERNANDES,22/11/2016

NÃO É MAIS DO QUE A OBRIGAÇÃO DE PAGAR O DÉCIMO DOS FUNCIONÁRIOS.

Por socram,21/11/2016

Exatamente Sr. "Paulo Malvadeza". Eu não havia pensado neste detalhe... foi uma maneira utilizada por este "governo" para chantagear e pressionar os funcionários públicos. Certamente outras práticas e procedimentos espúrios ainda virão, por parte deste desgoverno.

Por Paulo Malvadeza,21/11/2016

É MUITA MENTIRA !! ESSE DINHEIRO PARA PAGAR O DÉCIMO TERCEIRO JÁ EXISTIA E DOUTOR PAULO CÂMARA FICOU FALANDO QUE NÃO TINHA ESSAS VERBAS COMO MODO DE PRESSIONAR AS CATEGORIAS TRABALHISTAS A NÃO PEDIREM AUMENTO SALARIAL PARA 2016/2017 ! VAI ENGANAR OUTRO !



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.
#PeloCaminhar #PeloCaminhar
Mais do que mobilidade, caminhar também é apropriar-se da cidade. Mas o caminhar está difícil. A mobilidade a pé necessita de uma infraestrutura própria, decente, que eleve o pedestre ao posto maior. Por isso o JC lança a discussão #PeloCaminhar.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM