Jornal do Commercio
De olho em 2018

Transposição Rio do São Francisco: uma obra e muitos 'pais'

Obra emblemática para o Nordeste é alvo de disputa entre PT, PMDB e PSDB

Publicado em 09/03/2017, às 08h35

Presidente Michel Temer visitará trecho da Transposição do Rio São Francisco neste sábado, na Paraíba / Reprodução/Twitter Michel Temer
Presidente Michel Temer visitará trecho da Transposição do Rio São Francisco neste sábado, na Paraíba
Reprodução/Twitter Michel Temer
Franco Benites

Considerada uma das obras mais emblemáticas para o Nordeste, a Transposição do Rio São Francisco é motivo de mais uma disputa entre governo e oposição. Enquanto presidente Michel Temer (PMBD) estará na Paraíba neste sábado para conferir de perto mais um trecho da obra, o ex-presidente Lula (PT) programa uma caravana pela região no fim do mês para reforçar a “paternidade” do projeto. Correndo por fora, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), cotado para eleição presidencial de 2018, a exemplo do petista e do peemedebista, também tenta ligar sua imagem à Transposição.

Na avaliação do cientista político e pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), Túlio Velho Barreto, essa movimentação política em torno da Transposição não surpreende. “A Transposição uma obra grandiosa e tem repercussão sobre grande parte do Nordeste, sorebtudo no semiárido, que é carente de recursos hídricos. Ela atinge um eleitorado numero e muito carente de assistência e de apoio”, avalia.

Lula em vantagem na disputa política sobre Transposição, diz analista

Lula programa visita a Pernambuco e Paraíba, segundo senador

Água da transposição do São Francisco chegará sábado a Paraíba

O cientista político e professor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Gilbergues Santos, diz que a Transposição é fundamental para o Nordeste, mas condena o que chama de “disputa por corações e mentes” entre os políticos. “Todo mundo quer ser o pai da criança. A importância histórica e política da obra está sendo reduzida a uma conjuntura eleitoral. Quantas caravanas vamos ter na região da Transposição? Como as obras vão aparecer nos guias eleitorais do futuro próximo?”, questiona.

Para Elton Gomes, cientista político e professor das faculdades Damas e Estácio, a Transposição é só mais um exemplo das articulações políticas passíveis de ocorrer quando uma disputa eleitoral se aproxima. “Esse é um fenômeno recorrente na administração pública. Sucessivas vezes tivemos na história política brasileira a tentativa de clamar para si os louros de uma obra estrutural e importante”, aponta.

PT X PSDB

O senador Humberto Costa (PT) defende que Lula faça uma caravana pelo Nordeste para ressaltar que foi ele que iniciou as obras da Transposição. “Ele vem ao Nordeste para alguma coisa relativa à Transposição, mas ainda não definiu a data. Tudo indica que seja até o final do mês”, diz.

De acordo com o senador, Temer e Alckmin têm tentado se aproveitar da Transposição. O governador de São Paulo rebateu Humberto e diz que a vistoria que o tucano fez ao projeto recentemente é justificável uma vez que o governo paulista emprestou quatro conjuntos de moto-bombas ao Ministério da Integração Nacional para serem usados no Sertão.

“Essas bombas foram responsáveis por antecipar em cerca de 45 dias a chegada da água a municípios afetados pela seca. Quem deve se apropriar da Transposição do São Francisco é a população nordestina, que ganha com a entrega dessa obra pelo governo federal”, informou a nota enviada pela assessoria de Alckmin ao JC.

LEIA MAIS:

Barragem do Rio São Francisco em Sertânia registra vazamento

Temer inaugura estação de bombeamento para transposição do São Francisco

Água da transposição chegará primeiro à Paraíba, embora passe por PE

Dilma Rousseff visita Cabrobó em dia de votação do relatório do impeachment no Senado

Recomendados para você


Comentários

Por sivia,13/03/2017

o mesmo fez Lula com o Bolsa famíia que foi projeto de FHC e ele aproveitou e pegou carona querendo tapear o pobre..esta obra foi iniciada em 2007 e ficou parada por superfaturamento...concluida hoje não interessa por quem..este também não foi projeto de Lula...'diga-se de passagem" ele iniciou só.....

Por Zeinsantos,09/03/2017

Só aparecem idiotas, falando sedimentos que saem de suas fossas. Todos os bandidos querem ser o pai da criança. Falam coisas sem nexo algum.

Por IVSON BARBOSA DA SILVA,09/03/2017

Gostaria de saber quem irá arcar coms os prejuízos que irá apresentar, e de onde de virá as verbas par manter o sistema, e quem vai manter. Será uma nova Abreu e Lima?

Por JOSEMAR QUEIROZ DOS SANTOS,09/03/2017

O MAIOR RESPONSÁVEL POR ESSA GRANDE OBRA É SIMPLESMENTE UM HOMEM DO POVO CHAMADO LUIZ INACIO "LULA" DA SILVA E DILMA, OS OUTROS SÓ QUEREM PEGAR CARONA, COMO ESSE GOVERNO INTERINO GOLPISTA E SATANISTA DO TEMER. VOLTA LULA EM 2018 QUE O POVO TE ESPERA.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM