Jornal do Commercio
ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Em Ipojuca, prefeita eleita é diplomada, mas posse ainda não tem data

Diplomação de Célia Sales aconteceu no fórum da cidade e moradores da cidade que apoiaram candidata participaram

Publicado em 20/04/2017, às 11h31

Célia (branco) está ladeada pelo marido, Romero Sales, e pela vice, Patrícia Alves / Foto: Agência de Fotografia ClicPositivo/Divulgação
Célia (branco) está ladeada pelo marido, Romero Sales, e pela vice, Patrícia Alves
Foto: Agência de Fotografia ClicPositivo/Divulgação
Da Editoria de Política

A prefeita eleita de Ipojuca, Célia Sales (PTB), foi diplomada na manhã desta quinta-feira (20) em uma cerimônia com a presença forte da população. Ao lado do marido, Romero Sales, e da vice, Patrícia Alves, Célia participou do ato, realizado no Fórum Municipal de Ipojuca. Do lado de fora, muitas pessoas a esperavam para cumprimentá-la.

A expectativa agora é pela data da posse. Quem define o dia da cerimônia é a Câmara dos Vereadores, mas a previsão é que ela seja empossada no dia 1º de Maio, feriado do Trabalhador. Desde janeiro, Ipojuca está sob o comando interino do presidente da Câmara, Irmão Ricardo (PTC).

 

Apesar de a diplomação ser uma das etapas até Célia entrar, de fato, na prefeitura, o ato foi marcado por muita emoção dos apoiadores. 



ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

A eleição suplementar que elegeu Célia aconteceu no dia 2 de abril. Ela obteve 31.010 votos válidos, chegando a 55,2% do total.

As novas eleições em Ipojuca foram realizadas após o candidato eleito nas eleições de outubro, Romero Sales, ter sua candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral. A decisão foi baseada em uma condenação por improbidade administrativa com dano ao erário e enriquecimento ilícito devido a uma viagem feita por Sales em 2008, época em que era vereador.

Célia derrotou o ex-prefeito Carlos Santana (PSDB), apoiado pelo PSB do governador Paulo Câmara. A votação dela foi muito próxima à conquistada pelo marido, Romero Sales, em outubro de 2016.


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por LYRA,20/04/2017

Eu só não entendi o porque de chamar a mulher de prefeita, se todos nós sabemos que quem na verdade vai governar o município é o BANDIDO, marido da mesma e, ela não passará de uma pobre marionete que será presa no lugar do falso mandatário, vejam que são os seus assessores/secretários e digam se os mesmos tem haver com ela ou com o marido dela.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM