Jornal do Commercio
MEC

Ministro entrega obras na UFRPE. Houve um pequeno protesto

Mendonça Filho inaugura prédios na UFRPE com forte esquema de segurança contra protesto

Publicado em 22/04/2017, às 15h39

Editora da UFRPE já funciona no prédio inaugurado há um ano / Foto: Luiz Pessoa/JC Imagem
Editora da UFRPE já funciona no prédio inaugurado há um ano
Foto: Luiz Pessoa/JC Imagem
Da Editoria de Política

Atualizada às 21h05

O ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), inaugurou oficialmente oito obras da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), na manhã deste sábado (22). Juntas, as ações somam R$ 20,4 milhões, segundo o MEC. Algumas delas já estavam em uso parcial antes da posse do ministro na pasta.

Foram entregues na UFRPE os prédios da editora e da prefeitura universitária; um prédio onde estão concentradas as coordenações e salas de professores dos cursos de História, Letras, Ciências Sociais e Administração; três galpões onde estão instaladas a fábrica de ração e pesquisas de caprinocultura; a TransRural, uma via pavimentada com ciclovia e acessibilidade de 3,6 quilômetros; e uma rede de média tensão.


Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

"São ações imprescindíveis para o funcionamento da instituição. Nós tínhamos quatro departamentos que viviam empilhados no mesmo espaço", explica a reitora Maria José de Sena. "A editora funcionava num prédio que não tinha tantas condições. E agora está num prédio construído realmente dentro da estrutura de uma editora", diz ainda.

PROTESTO

O esquema de segurança do MEC impediu que um pequeno protesto contra o governo federal ocorresse durante o ato. Professores e estudantes foram barrados do lado de fora da UFRPE. Uma faixa contra a reforma da previdência foi afixada no portão externo. Para acompanhar o ato, gestores da universidade precisaram receber o convite do ministério e responder a um e-mail para ter o nome permitido na lista de entrada. Aliada de Mendonça, a deputada estadual Priscila Krause (DEM) acompanhou o evento.



"Você não vai fazer essa pergunta a mim. Nós aqui só recepcionamos. Toda a parte de segurança veio do governo federal, veio do MEC. Nós aqui só nos organizamos para receber. Essa é uma solenidade do MEC. Não é da Rural de Pernambuco. O MEC tem todo um protocolo e eu não sei se te responder. A gente atende o protocolo deles. Isso é normal porque é um ministro de Estado e as instituições que recebem, o nosso cerimonial dá suporte, o nosso segurança fica do lado. Agora, toda a parte de segurança, de credenciamento, de tudo, isso vem do MEC. A gente não tem como impedir porque não é o nosso procedimento que é mantido naquele momento", afirmou a reitora, após a cerimônia.

'ENTRO EM QUALQUER UNIVERSIDADE'

Na noite desse sábado, o ministro publicou no Facebook um trecho do forte discurso político feito durante a cerimônia. Nele, Mendonça afirma que sua atitude como ministro sempre foi republicana, de fazer o bem sem olhar a quem, e que essa postura não é um favor, mas uma obrigação. "No Brasil se acostumou a transformar algumas unidades da educação do Brasil em guetos ideológicos e partidários. E aqui não tem gueto, aqui não tem dono. Isso é aqui é Brasil! Aqui tem institucionalidade, tem Constituição, tem que se respeitar as leis, tem que se dar direito ao contraditório. E ninguém vai levar nada no grito. Eu não tenho medo de grito! Entro e saio dentro de qualquer unidade universitária do Brasil! E não vai ser grupelho partidário que vai me impedir!", afirma.

Mendonça também fez um apelo para as pessoas que querem uma educação pública de qualidade retirarem a paixão ideológica do debate. "Cada um tem o direito de fazer suas escolhas. Não a partir da força, da imposição e do grito. Aqui nós não vamos transformar o Brasil numa Venezuela. Muito pelo contrário. Quero que fique claro a minha alegria e a minha satisfação de continuar a trabalhar por Pernambuco e pelo Brasil. Continue gritando, que eu vou continuar trabalhando", prometeu.

INVESTIMENTOS

Sobre os protestos, o MEC informou que parte dos manifestantes conseguiu entrar na área da solenidade. Em nota, o Ministério da Educação informou também que entre julho e novembro de 2016 foram repassados R$ 2,8 milhões para as obras inauguradas ontem. O valor será ainda maior, pois a obra de estruturação do prédio da editora ainda não teve os recursos computados no sistema.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Prêmio ISS Recife Prêmio ISS Recife
Principal item da receita própria dos municípios, o Imposto Sobre Serviços (ISS) entra no cofre das prefeituras tanto para custear despesas quanto para viabilizar investimentos nas cidades.
#ConexãoPelaVida #ConexãoPelaVida
Há quase dois séculos, o Real Hospital Português mantém a sua atenção voltada para o bem-estar dos pacientes. Conheça um pouco mais sobre a instituição médica que aos 162 não para de se modernizar
Agreste Empreendedor Agreste Empreendedor
O Agreste pernambucano é a região que mais cresce em Pernambuco. E, por incrível que pareça, a força motriz que puxou esse desenvolvimento foi o empreendedorismo.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM