Jornal do Commercio
DELAÇÃO

Edilson fala em possibilidade de 'abreviar mandatos' de Paulo e Geraldo

Delator da JBS diz que negociou o pagamento de propina com Paulo Câmara e Geraldo Julio na campanha de 2014

Publicado em 19/05/2017, às 17h16

Edilson Silva diz que delações contra Paulo Câmara e Geraldo Julio são gravíssimas / Foto: Alepe
Edilson Silva diz que delações contra Paulo Câmara e Geraldo Julio são gravíssimas
Foto: Alepe
Paulo Veras

Integrante da bancada de oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), o deputado estadual Edilson Silva (PSOL) é o primeiro a mencionar a possibilidade de "abreviar o mandato" do governador Paulo Câmara (PSB) e do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB); após um delator da JBS afirmar que negociou o pagamento de propina com os dois gestores do PSB para a campanha de 2014.

"O conteúdo da delação é gravíssimo. Draga o núcleo do PSB para o olho do furacão da Lava Jato", afirmou o psolista. "Se for necessário, talvez a gente chegue à conclusão de que os mandatos do prefeito do Recife e do governador precisem ser abreviados", disse o deputado.



CAMPANHAS

Edilson adiantou que vai debater com o PSOL a possibilidade de acionar a Justiça Eleitoral para que ela fiscalize as contas de campanha de Paulo Câmara e emita algum parecer oficial.

Edilson também disse que as campanhas do PSB em Pernambuco costumam ser milionárias, desproporcionais, inclusive, em relação a outras grandes campanhas. "Há uma conexão de realidade no que foi delatado. É muito verossímil que seja verdadeiro", avaliou.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM