Jornal do Commercio
delação

Prestação de contas das campanhas de Paulo e FBC não constam doações da JBS

Segundo dados disponíveis no site do TSE, houve pagamentos à campanha de Eduardo e ao diretório nacional

Publicado em 19/05/2017, às 17h19

Doação oficial consta na planilha de Eduardo Campos e no diretório nacional do PSB / Foto: Guga Matos/JC Imagem
Doação oficial consta na planilha de Eduardo Campos e no diretório nacional do PSB
Foto: Guga Matos/JC Imagem
Paulo Veras e Mariana Araújo

A reportagem do Jornal do Commercio pesquisou as planilhas de prestação de contas, disponíveis no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), das campanhas de Paulo Câmara, Eduardo Campos e Fernando Bezerra Coelho em 2014. Não constam pagamentos declarados para a campanha do atual governador do Estado nem para o senador socialista.

De acordo com as planilhas, a JBS doou R$ 3,5 milhões para a campanha presidencial de Eduardo Campos em 2014. O valor consta na planilha do TSE.

Veja o vídeo com a delação de Ricardo Saud:

Foram feitas doações, segundo as planilhas, valores de R$ 2,2 milhões para o diretório nacional do PSB em 2014, distribuídos da seguinte forma: R$ 1 milhão pago em 22 de julho; R$ 500 mil pagos em 4 de agosto; R$ 200 mil pagos em 8 de agosto; e R$ 500 mil em 2 de outubro.

Desses valores, doados à direção nacional do PSB, R$ 1 milhão foi repassado para a campanha de presidente; R$ 500 mil para o PSB de São Paulo e R$ 500 mil para campanha da candidata ao governo da Bahia, Lídice da Mata.



Ricardo Saud afirmou na delação que pagou R$ 210 mil para a HMJ Consultoria, no dia 27 de junho de 2014. Outro valor citado pelo delator foi de R$ 1 milhão para a Arcos Propaganda, no dia 2 de setembro de 2014. Segundo Salud, este valor foi pago ao senador Fernando Bezerra Coelho.

RESPOSTA

Em nota, o advogado de Fernando Bezerra Coelho, André Luiz Callegari, afirmou que "todas as doações para a campanha de Fernando Bezerra Coelho ao Senado foram devidamente declaradas e aprovadas pela Justiça Eleitoral". A defesa afirma, ainda, que não teve acesso aos autos e que "repudia as declarações unilaterais divulgadas e ratifica que elas não correspondem à verdade".

A reportagem demandou, também, resposta sobre as denúncias ao governo do Estado e Prefeitura do Recife, já que as denúncias de Ricardo Saud citam o pedido do pagamento de valores feitos pelo prefeito do Recife, Geraldo Julio, para a campanha de Paulo Câmara. Os esclarecimentos ainda não foram enviados.


Recomendados para você


Comentários

Por ricardo,20/05/2017

SE NÃO CONSTA NA PRESTAÇÃO DE CONTAS, FOI CAIXA 2, E PELO QUE SEI, É CASO DE IMPEACHMENT DO GOVERNADO. MAS............. SERÁ QUE GUILHERME UCHÔA VAI DEIXAR PASSAR? O NOBRE GOVERNADOR TEM MAIORIA NA ALEPE. AI FUDEU TUDO. É ESPERAR PARA DAR-MOS O TROCO NAS URNAS.

Por Mendes,19/05/2017

O QUÊ, VIXE MARIA,,DERAM UM JEITINHO FOI.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM