Jornal do Commercio
projeto de lei

Casas de show poderão ser obrigadas a recolher lixo após eventos

A PLO 146/2016, em tramitação na Câmara do Recife, torna esses estabelecimentos responsáveis pela limpeza das ruas e calçadas a frente das suas sedes

Publicado em 17/07/2017, às 10h53

Projeto de autoria do vereador Benjamin da Saúde (PEN) determina que o recolhimento do lixo deverá ser feito em um prazo de 24 horas / Câmara Municipal do Recife
Projeto de autoria do vereador Benjamin da Saúde (PEN) determina que o recolhimento do lixo deverá ser feito em um prazo de 24 horas
Câmara Municipal do Recife
Editoria de Política

As casas de shows e eventos do Recife poderão se tornar responsáveis pela limpeza das ruas e calçadas em seu entorno. É o que propõe o Projeto de Lei Ordinária 146/2016, de autoria do vereador Benjamim da Saúde, que versa sobre a obrigatoriedade desses estabelecimentos de recolherem o lixo das vias públicas, produzidos durante a realização dos eventos.

A matéria já foi apresentada no plenário na Câmara Municipal do Recife e aguarda os pareceres da Comissão de Legislação e Justiça (CLJ) e da Comissão de Meio Ambiente (CMA) para análise e emissão dos pareceres, para em seguida ir para votação em plenário.

O parágrafo único do projeto determina que o recolhimento do lixo deverá obedecer o prazo de 24 horas após o término do evento, sob pena de multa de R$ 150 por dia.



Sujeira

Benjamin da Saúde, na justificativa do projeto, fala sobre o desperdício de força de trabalho e tempo dos funcionários responsáveis pela varrição municipal na limpeza do passeio público após a realização de festas e eventos promovidos por casas de show.

“As casas de shows se beneficiam, comercializam e lucram sem se preocupar com o dia seguinte, com os moradores das redondezas e muito menos com o meio ambiente. Diante disso e a partir de vários relatos e solicitações feitos por moradores vizinhos a esses locais, venho pedir apoio a meus pares, para que possamos juntos continuar fazendo um Recife melhor pra todos”, diz trecho da justificativa.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Pernambuco Modernista Pernambuco Modernista
Conheça a intimidade de ateliês, no silêncio de casas, na ansiedade de pincéis sujos para mostrar como, quase nonagenária, a terceira grande geração da arte moderna de Pernambuco vai atravessando as primeiras décadas do século 21
A crise que adoece A crise que adoece
Além dos índices econômicos ruins, a recessão iniciada em 2014 no Brasil cria uma população mais doente, vítima do estresse causado pela falta de perspectivas. A pressão gera problemas psicológicos e físicos, que exigem atenção.
Agreste seco Agreste seco
A seca colocou de joelhos uma região inteira. Fez o Agreste sertanejar. Os cinco anos consecutivos sem chuva em Pernambuco ganharam aqui a dimensão de uma tragédia. Silenciosa e diária.

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM