Jornal do Commercio
Táxi x Uber

Uber está 'roubando' passageiros na frente dos shoppings, diz vereador

Vereador do Recife, Aerto Luna (PRB), saiu em defesa dos taxistas e disse que a liminar do Uber não dá o direito de fazer abordagens

Publicado em 17/07/2017, às 11h30

"Nós não temos medo do uber, pode vir. Agora que trabalhe de igual para igual", afirmou o vereador durante protesto da categoria
JC Imagem
Editoria de Política
Com informações do repórter fotográfico, Guga Matos

O vereador do Recife, Aerto Luna (PRB), afirmou durante carreata dos taxistas realizada na manhã desta segunda-feira (17), saiu em defesa da categoria e condenou a abordagem dos motoristas do Uber, segundo ele, em shoppings e eventos da cidade. Os taxistas saíram do bairro da Imbiribeira e seguiram pela Avenida Alfredo Lisboa, e agora estão em frente à sede da Prefeitura do Recife.

"O Uber está fazendo abordagem nas portas dos shoppings, está fazendo abordagem nas portas dos eventos. Estão fazendo ponto fixo. A liminar deles não dá o direito de fazer abordagem. Isso é proibido e exigimos a fiscalização da CTTU", afirmou o vereador, apoiado pelos taxistas. 

Uma das reivindicações da categoria exposta durante a carreata foi a fiscalização aos carros particulares, em relação às abordagens e permanência em pontos fixos. Outro pedido na pauta é a "regulamentação dos carros particulares (com limitação da frota)"



"Não temos medo do Uber, pode vir. Agora que trabalhe de igual para igual, que trabalhe com as mesmas regras, que trabalhe com as mesmas exigências, que trabalhe com a placa vermelha, que trabalhe com a quantidade de carros", disse Aerto Luna. 

Categoria

A categoria é contrária ao Táxi Metropolitano, convênio que permite que táxis de outros municípios circulem no Recife, que acontece quando há grandes eventos, como o Carnaval, por exemplo. Até o dia 31 de julho, os táxis de Olinda têm permissão para circular na Capital, por causa da Feira de Negócios do Artesanato (Fenearte). Eles também pedem maior fiscalização de aplicativos como o Uber. "Está precisando fiscalizar mais. Além do Uber, tem gente fazendo transporte clandestino em frente aos Shoppings, em eventos", declarou Everaldo Menezes, presidente do Sindicato dos Taxistas.

Veja a pauta de reivindicações dos taxistas: 

1 - Fiscalização aos carros particulares nos shoppings e grandes eventos (tanto nas abordagens quanto nos pontos fixos).
2 - Agilidade da Prefeitura da Cidade do Rede nas respostas aos processos judiciais.
3 - Regulamentação dos carros particulares (com limitação da frota). 
4 - Implantação do TaxiGov Municipal
5 - Agilidade no credenciamento do aplicativo UNITAXI


Palavras-chave

Recomendados para você


Comentários

Por Thierry,18/07/2017

Ganhe até 800,00 em incentivo para ser motorista. Ao se inscrever no site digite 24zz3v98ue. Após a vigésima viagem voce pode ter o bonus em sua conta USUARIO No UBER ganhe até 25,00 em duas corridas com o código Bsbhkrtuue, digite o código no menu da esquerda na aba pagamento opção promoções No cabify ganhe 15,00 em créditos para começar a usar, no campo promoções do menu a esquerda digite o código thierryc3

Por Ombudsman,17/07/2017

Vou corrigir a frase e dar alguns exemplos de construção correta caro coluto... Uber está sendo escolhido pelos passageiros na frente dos shoppings... Por exemplo de frases temos... Os vereador está 'roubando' os eleitores... Ou... Os políticos em geral estão 'roubando' eleitores em Recife...

Por Rifka Naomi,17/07/2017

UBER : Seguro. confiável. Econômico. Limpo . Rápido. Que sistema de governo não permite a LIVRE CONCORRÊNCIA? COMUNISMO.

Por João,17/07/2017

Prezado Vereador, o Uber não está roubando o passageiro. O passageiro que está escolhendo andar de Uber. Há uma diferença grande entre estas duas frases, assim como há uma diferença gritante entre o serviço do Uber e do taxista.

Por Observador,17/07/2017

Podem ir atrás: Esse vereador tem frota, ou tem algum familiar que possua. Ta muito na cara, ate nas palavras que ele usa e na forma como se coloca.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM