Jornal do Commercio
contas

'Fim de ano será apertado', diz secretário de planejamento do Recife

Apesar de recursos curtos, gestão deverá pagar salários e 13º em dia

Publicado em 13/09/2017, às 12h49

Jorge Vieira explicou afirmou que, desde 2016, a Prefeitura conseguiu otimizar recursos na ordem de R$ 467 milhões / Foto: Prefeitura do Recife/Divulgação
Jorge Vieira explicou afirmou que, desde 2016, a Prefeitura conseguiu otimizar recursos na ordem de R$ 467 milhões
Foto: Prefeitura do Recife/Divulgação
Mariana Araújo

A Prefeitura do Recife terá um "fim de ano desafiador", nas palavras do secretário de Planejamento, Administração e Gestão de Pessoas do Recife, Jorge Vieira. A afirmação foi feita após a reunião de planejamento estratégico para o segundo mandato do prefeito Geraldo Julio (PSB). O encontro reuniu, desde a noite dessa terça (12) e na manhã desta quarta-feira (13), secretários, secretários executivos e presidentes de órgãos da gestão, no Mar Hotel.

"A nossa receita está muito apertada, esse fim de ano não será fácil. É um fim de ano apertado, onde todos teremos que nos ajustar para realmnete continuarmos o pagamento da folha em dia e não pararmos nenhum investimento importante", disse Jorge Vieira.

O secretário garantiu que o pagamento do 13º salário dos servidores será pago em dia, neste segundo semestre. "Nós vamos pagar o 13º em dia como sempre pagamos. A gente está vivendo cada dia, então cada semana a gente senta para fazer as contas e planejar como se organiza para os próximos meses, mas vamos sim manter o ritmo da prefeitura e vamos sim continuar pagando as folhas em dia, inclusive o 13º", afirmou.



Segundo Jorge Vieira, todas as semanas, há uma reunião de gestão da Prefeitura, com o prefeito, o próprio Jorge Vieira, o secretário de Finanças, Ricardo Dantas, e o controlador-geral do município, Rafael Figueiredo Bezerra.

RECURSOS

Jorge Vieira explicou, ainda, que desde o ano passado, a Prefeitura conseguiu otimizar recursos na ordem de R$ 467 milhões, através do corte de despesas e maximização de recursos. Entre as ações, foram citadas alterações no sistema de servidores públicos, corte de secretarias no início da gestão, além de empresas. O secretário destacou a entrega de cerca de 50 obras, como Upinhas e obras estruturais em morros.


Recomendados para você


Comentários

Por DEUS PROTEJA O RECIFE !!!!,13/09/2017

Desde quando João Paulo assumiu a PCR que PT e PSB mantém uma "aliança silenciosa e ousada" e que comprometeu o futuro do Recife a começar da própria Prefeitura, vide o silêncio e omissão de Geraldo Júlio quando assumiu não dizer ao povo do Recife como encontrou a PCR desmantelada e beirando ao caos. Claro que eles do PSB participaram ativamente das gestões petistas. o Resultado dessa sociedade é a falência da PCR e da Cidade, abandonada, suja, esburacada, com indices de desemprego passando das projeções nacionais, e, com o imenso "deserto sócio-econômico" que eles tornaram o Recife e seus Bairros com o fechamento de milhares de Lojas Comerciais e de Serviços desde o Centro do Recife até aos subúrbios, vide, as Grandes Avenidas fechando Comércio e Serviços, vitimados por essa praga de "gestão pesebista/petista" que vai passar para a História como os piores anos da vida do povo recifense ! Sugiro que os gestores, se eles querem salvar a PCR, que rescindam todos os "Contratos Terceirizados" que são um verdadeiro crime contra as Finanças Públicas, onde, para exemplificar, Digitadores Terceirizados ganham mais do que Servidores Ativos e Inativos de Nível Superior em seu último Nível de Classificação Funcional. Mandem esse pessoal do TCE cumprirem fielmente e como deve Constitucionalmente seus Deveres de Fiscalizarem as Contas Públicas e nunca fazer parte de um Governo que vem a público falar em crise financeira quando ela é Gerencial e eles foram sócios e participes ativos desse caos que virou o Recife impondo ao Cidadão do Recife uma Cidade em decomposição gerencial e organizacional !!!!!

Por GABRIELA LIMA,13/09/2017

Para sair do aperto basta tomar atitudes honradas como por exemplo: acabar com todas as regalias, mordomias, assessores, auxílios diversos dos vereadores; acabar com os milhares de cargos comissionados, que são verdadeiros cabides de emprego para manter as alianças políticas; acabar de uma vez por todas com a corrupção, respeitem a si prórpios.

Por Humberto,13/09/2017

O fim de ano será apertado pela incompetência do prefeito Geraldo Júlio e toda sua secretaria entupidas de cargos comissionados (indicados por alianças políticas) inúteis que drenam boa parte das minguadas receitas.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO JC RECALL DE MARCAS PREMIA AS MAIS LEMBRADAS DO ANO
Pitú, Vitarela (macarrão) e Honda (motos) foram as três marcas mais lembradas pelo público pernambucano, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Harrop em parceria com o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC)
JC no Mundial JC no Mundial
Em meio a um cenário conturbado na política internacional, a Rússia espera ser o grande centro das atenções neste mês de junho, quando irá sediar pela primeira vez em sua história uma Copa do Mundo de futebol. Aqui você confire tudo sobre o Mundial.
Reinventar Reinventar
A velocidade na criação de novidades tecnológicas nos faz pensar que o futuro é todo dia. E nós também precisamos sair do lugar. No mercado de trabalho, o impacto dessas transformações exige a capacidade de se reinventar. Veja o que o futuro lhe reserva

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM