Jornal do Commercio
Hemobrás

Hemobrás: 'Ministério da Saúde não tem tido transparência', diz Paulo

Ricardo Barros intermediou um acordo de transferência de tecnologia de produção de hemoderivados entre Octopharma e Tecpar, no Paraná

Publicado em 25/09/2017, às 14h00

"A bancada federal está mobilizada para evitar que Pernambuco não tenha nenhum prejuízo em relação a Hemobrás", afirmou o governador.
Sérgio Bernardo / JC Imagem
Editoria de Política

O impasse sobre a permanência da fábrica da Hemobrás em Pernambuco teve um novo episódio com a publicação no Diário Oficial do Paraná de um Acordo de Transferência de Tecnologia para obtenção de hemoderivados e hemocomponentes na última sexta (22), entre a Octopharma e o Instituto de Pesquisa do Paraná (Tecpar). Durante o Fórum Nordeste, ocorrido nesta segunda (25), o governador Paulo Câmara queixou-se da falta de "transparência" por parte do Ministério da Saúde ao conduzir a questão. 

"Infelizmente o Ministério da Saúde não tem tido transparência, não tem tido o diálogo, a sensatez de saber que isso é importante para Pernambuco, que isso é estratégico e que Pernambuco não vai aceitar", disse o governador. 



Paulo Câmara reafirmou que está trabalhando junto a frente parlamentar para evitar o esvaziamento da Hemobrás. "Há ainda oportunidade de se avançar em relação a isso, a gente espera que haja essa compreensão. A bancada federal está mobilizada para evitar que Pernambuco não tenha nenhum prejuízo em relação a Hemobrás", contou o governador. 

Hemobrás

A proposta de levar a fábrica do fator recombinante VIII, produto estratégico da fábrica, surgiu após o ministro da Saúde, Ricardo Barros, negociar com a empresa Octopharma a construção de uma unidade no seu reduto eleitoral, em Maringá (PR). Em reposta a movimentação de Ricardo Barros, a bancada pernambucana na Câmara e no Senado lançou uma Frente Parlamentar Mista em Defesa da Hemobrás com o objetivo de pressionar o ministério e o governo federal para impedir a transferência da tecnologia. Após reunião com o presidente Michel Temer (PMDB), o ministro recuou e anunciou que fará negociações com os investidores para construir a fábrica no complexo da Hemobrás, em Goiana.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Marcas do medo Marcas do medo
Mais do que um saldo de 4,1 mil mortos até setembro de 2017, a violência em PE deixou uma população inteira refém do medo. Sentimento sem cara ou forma, que faz um número cada vez maior de vítimas no Estado. Medo de sair de casa, de andar nas ruas
Great Place to Work 2017 Great Place to Work 2017
Conheça agora as 30 melhores empresas para trabalhar em Pernambuco, resultado de uma pesquisa feita pela Grat Place to Work, instituição com credibilidade de 25 anos, em 57 países, envolvendo anualmente sete mil empresas e 12 milhões de colaboradores
#ACulpaNãoÉDelas #ACulpaNãoÉDelas
Histórias de mulheres que passaram anos sendo agredidas por seus parceiros e, com medo, permaneceram em silêncio. Essa série de reportagem discute novos olhares no enfrentamento às agressões contra a mulher, até porque a culpa não é delas

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM