Jornal do Commercio
Estudo

Eleitores estão fartos de notícias sobre corrupção, aponta pesquisa

Levantamento do Instituto Uninassau foi feito em parceria com o JC e com o portal Leia Já

Publicado em 12/10/2017, às 06h12

63% dos entrevistados afirmou que já está cansado da divulgação diária de denúncias de corrupção na imprensa / Foto: Robson Fernandjes/ Fotos Públicas
63% dos entrevistados afirmou que já está cansado da divulgação diária de denúncias de corrupção na imprensa
Foto: Robson Fernandjes/ Fotos Públicas
RENATA MONTEIRO
rmonteiro@jc.com.br

As recorrentes notícias dos desmandos cometidos por agentes públicos no País estão deixando o eleitorado farto do tema, indica levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisas Uninassau em parceria com o JC e o portal Leia Já. De acordo com a pesquisa O Eleitor e suas Visões de Mundo, que, segundo o cientista político Adriano Oliveira, usa princípios da psicologia e da economia comportamental para tentar decifrar o que o eleitorado espera para o Brasil e que decisões deseja tomar nas próximas eleições, 63% dos entrevistados afirmou que já está cansado da divulgação diária de denúncias de corrupção na imprensa. Apenas 17% do total de pesquisados disse estar interessado no assunto.

“Com esse resultado percebemos que a população está cheia de ouvir falar sobre corrupção. O povo quer ouvir notícias de crescimento econômico, emprego, segurança pública. O País agora quer mais”, analisou Oliveira. O estudo ouviu 624 pessoas com 16 anos ou mais entre os dias 4 e 5 de outubro de 2017. O número de entrevistas tem nível de confiabilidade estimado em 95% e uma margem de erro de 4,0 pontos percentuais.

Questionados acerca da colaboração que a imprensa dá ao divulgar o envolvimento de políticos com atos de corrupção, 47% das pessoas consultadas disseram acreditar que o setor não contribui para nada e 40% afirmaram que ele ajuda a livrar a política dos corruptos. Do total de entrevistados, 5% respondeu que a imprensa contribui para condenar injustamente os políticos.



ELEIÇÕES

Falando sobre as eleições presidenciais do próximo ano, 58% dos entrevistados responderam que, caso reconhecessem, neste instante, que as suas vidas estão melhorando, votariam em um candidato que trouxesse a certeza de que tudo continuaria a melhorar. Aquele que ressaltasse o bom passado do País receberia os votos de 20% dos que participaram do estudo.

Para Oliveira, os números mostram que, mais do que a alternância do poder, os eleitores anseiam por representantes que consigam mudar efetivamente o quadro econômico nacional. “Uma parcela dos eleitores quer que ocorra uma mudança no Brasil, que pode ser radical ou não, com alteração de atores políticos ou não, mas que acima de tudo nos leve a um novo momento”, acrescentou o estudioso.

Com 71% dos participantes do levantamento afirmando que creem que há crise econômica no País, 88% disse admirar presidentes e governadores que contribuíram para que essa crise fosse superada.


Recomendados para você


Comentários

Por souza ,12/10/2017

DECISÃO DO STF : PARLAMENTAR NÃO PODE SER AFASTADO SEM AVAL DO CONGRESSO, LOGICO SE A MAFIA ESTAR LAR DENTRO DO CONGRESSO, UM LADRÃO VAI CONDENAR OUTRO LADRÃO TA NA CARA QUE ESSE BRASIL ESTAR NO FUNDO DO POÇO, EU MESMO ESTOU FARTO DE TODOS OS DIAS VER NOTICIA DE POLITICO ENVOLVIDO CORRUPÇÃO E NÃO DAR EM NADA.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC recall de marcas 2017 JC recall de marcas 2017
Conheça o ranking das marcas que têm conseguido se manter no topo da preferência dos pernambucanos. O rol é resultado de uma pesquisa realizada pelo Instituto Harrop, há duas décadas parceiro do Jornal do Commercio na realização da premiação
10 anos do IJCPM 10 anos do IJCPM
O Instituto João Carlos Paes Mendonça de Compromisso Social (IJCPM) comemora 10 anos de história, contribuindo para transformar a vida de jovens de comunidades com histórico de desigualdade social nas cidades de Recife, Salvador, Fortaleza e Aracaju
Chapecoense: um ano de saudade Chapecoense: um ano de saudade
Um ano de saudade. Foi isso que restou. A maior tragédia do esporte mundial, no dia 29 de novembro de 2016, quando houve o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia, fez 71 vítimas. Entre elas, dois pernambucanos

    LOCALIZAÇÃO

  • Rua da Fundição, 257 Santo Amaro, Recife - PE
    CEP: 50040-100
  • assinejc.com.br
  • (81) 3413-6100

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2017 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM